×
376
Fashion Jobs
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time/ Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time / Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Évora
TIFFOSI
Store Manager/ Gerente de Loja
Efetivo · Beja
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
LEVI'S
Part-Time 20h Levi Strauss Eci
Efetivo · Vila Nova de Gaia
SALSA
Digital Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Paid Marketing, Newsletters e Redes Sociais
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Coimbra - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Nosso Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila Real
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto Centro - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
SALSA
Trade Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Wholesale & Department Store
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Algarve - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Faro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vila do Conde Fashion Outlet - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila do Conde
SALSA
Conseiller(e) de Vente 30h Aeroville
Efetivo · Paris
SALSA
Conseiller(e) de Vente 35h Aeroville
Efetivo · Paris
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Alma Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de out de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Procter & Gamble regista aumento no lucro líquido

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de out de 2018

Nova York (AWP/AFP) - A empresa americana de produtos de higiene e cuidados pessoais Procter & Gamble (P&G) anunciou lucro e vendas trimestrais sólidos, liderados pela receita de produtos de beleza e higiene pessoal, apesar dos efeitos cambiais desfavoráveis.


Head and Shoulders


O grupo, que está presente em inúmeros mercados em todo o mundo, também manteve as suas previsões anuais inalteradas, apesar do impasse entre os Estados Unidos e a China e da antecipação de consequências negativas mais fortes do que o esperado devido ao dólar forte a afetar as vendas fora dos Estados Unidos.

A faturação aumentou 0,2% para 16,69 mil milhões de dólares no primeiro trimestre do ano fiscal de 2018/19 encerrado a 30 de setembro, acima dos 16,46 mil milhões previstos pelos analistas financeiros.

A empresa informou que os efeitos cambiais reduziram as receitas em cerca de 4%, e ressaltou que o crescimento orgânico das vendas foi de 4%, devido a um aumento de 3% no volume de entregas. A empresa registou uma diminuição nas receitas geradas no exterior quando convertidas em dólares, especialmente durante o período de valorização do dólar em relação às outras moedas.

A P&G comercializa, entre outros, os champôs Head&Shoulders e Pantene, os produtos de maquilhagem Olay, as lâminas de barbear Gillette, os detergentes Ariel e Tide, as pastas de dentes Crest, os pensos higiénicos Always, as fraldas Pampers e os produtos para a tosse Vick.

Nos últimos três meses, o lucro líquido da empresa aumentou 12,1% para 3,2 mil milhõs de dólares, resultando num lucro ajustado por ação de 1,12 dólares ante a uma média de 1,09 dólares esperada pelos analistas financeiros.

O grupo manteve as metas financeiras inalteradas para o ano fiscal que começou a 1 julho, mas o dólar forte deverá reduzir as vendas em 1,3 mil milhões de dólares, ante a uma estimativa de 900 milhões de dólares há três meses.

O crescimento orgânico das vendas ainda é esperado entre 2 e 3%, enquanto o lucro por ação deve aumentar, como previsto em julho, num intervalo de 3 a 8%. Os analistas esperam um aumento de 3,5% no lucro por ação.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.