×
371
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Proenza Schouler: dupla fundadora recompra a marca

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 13 de nov de 2018
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A dupla fundadora da Proenza Schouler retomou o controlo da sua própria marca. Os criadores Jack McCollough e Lazaro Hernandez compraram a marca à Castanea Partners, marcando a ultima mudança entre uma série de outras que aconteceram na marca de vanguarda de Nova Iorque. Como parte desta mudança, a marca vai também reformular radicalmente a sua equipa de gestão, com a saída dos atuais CEO e CFO.
 

Proenza Schouler - primavera - verão 2019 - Moda Feminina - Nova Iorque - © PixelFormula


Este novo controlo marca a quinta maior mudança de propriedade numa década e meia para a marca de moda de Manhattan. Embora apoiada por jornalistas de moda de renome, a Proenza Schouler tem sido uma espécie de carrossel financeiro.

A dupla de fundadores "Jack McCollough e Lazaro Hernandez, juntamente com um novo grupo de investidores privados, adquiriram a Proenza Schouler na sua totalidade". "Além disso, foi levantado um influxo significativo de capital durante este processo, a fim de investir em estratégias de crescimento e desenvolvimento da empresa", disse a marca num comunicado.

"Estamos muito satisfeitos por embarcar neste novo e emocionante capítulo da Proenza Schouler e satisfeitos com a equipa de especialistas do setor que agregámos e que ajudarão a desenvolver plenamente o potencial da empresa", declarou a dupla no comunicado.

Esta nova injeção de capital "permitirá que a marca se desenvolva globalmente, concentrando-se nos seus principais negócios, de prêt-à-porter de luxo, artigos de couro e a linha PSWL, enquanto continua a apoiar os seus parceiros de licenciamento, L'Oréal e Onward Luxury Group”.

Fundada em 2002 por dois graduados da Parsons School of Design, Jack McCollough e Lazaro Hernandez, a Proenza Schouler recebeu o nome de solteira das respetivas mães dos designers.
 
Poucas marcas recém-nascidas em Nova Iorque foram tão aclamadas pela crítica. A Proenza Schouler ganhou o primeiro prémio do CFDA Vogue Fashion Fund em 2004; e o prémio de estilista feminino do ano três vezes: em 2007, 2011 e 2013. A sua recente mudança para o calendário da alta costura de Paris durante duas temporadas também recebeu elogios. 

No entanto, a proeza artística da marca nunca teve um sucesso comercial equivalente. Os dois criadores foram inicialmente apoiados pelo proprietário de uma cadeia alemã de café, antes de o grupo Valentino Fashion adquirir 45% do capital em 2007. Quatro anos depois, uma nova equipa de investidores, incluindo Andrew Rosen e John Howard, tornou-se sócia, antes de a Castanea Partners adquirir uma participação minoritária e colocar Judd Crane no cargo de CEO em 2015. A marca informou no comunicado que este último e o CFO, John Paolicelli, renunciariam com efeito imediato, sendo substituídos, respetivamente, por Kay Hong e Jonathan Friedman, enquanto Mary Wang assume o cargo de diretora de operações.

Kay Hong é um veterano do retalho que foi recentemente CEO da Torrid Inc., enquanto Mary Wang foi recentemente vice-presidente executiva da Alexander Wang, depois de trabalhar na Calvin Klein durante 20 anos. Jonathan Friedman, que foi consultor da Proenza Schouler durante vários meses, é um CFO veterano, embora pouco conhecido no setor da moda e do luxo.
 
Talvez agora, depois de lançar a sua pequena marca sem dinheiro numa Chinatown no início do século, a dupla poderá finalmente criar uma grande marca global.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.