Projeto cultural e turístico Lisbon Week arranca na freguesia do Lumiar

A edição deste ano do projeto Lisbon Week, que inclui exposições, visitas guiadas, ciclos de cinema, serões de música, ‘workshops’ e uma conferência sobre urbanismo, arranca, na freguesia do Lumiar, em Lisboa.

A organização pretende que, com a iniciativa, os lisboetas descubram a freguesia do Lumiar, que engloba uma série de bairros com características diversas, esconde vários palácios e igrejas, tem dois museus nacionais e é morada do maior templo hindu da Península Ibérica.


Uma das maneiras de descobrir os segredos da freguesia, que este ano comemora o 750.º aniversário, é através das visitas culturais “Palácios do Lumiar”, “Igrejas e Conventos”, “Quintas do Lumiar” e “Circuito Arte Urbana”.

Entre os espaços a visitar estão as Quintas das Conchas e dos Lilases, o Parque Botânico Monteiro-Mor, o Palácio Angeja-Palmela, a Ermida de São Sebastião, a Igreja da Nossa Senhora do Carmo e a Igreja de São João Baptista.

O “Circuito Arte Urbana” inclui várias obras espalhadas pela freguesia, sendo que quatro delas foram realizadas no âmbito da iniciativa: um mural do argentino Felipe Pantone, num prédio com 45 metros de altura na praça Bernardino Machado, um mural de Francisco Vidal com Dirty Cop e Adres, criada com a ajuda de crianças e jovens do Centro Social da Musgueira, na Alameda da Música, de Robert Panda, duas esculturas no Jardim de Telheiras, e de Raf, um mural com quase mil metros de comprimento, no Eixo Central e na Rotunda dos Corvos.

As visitas, pagas, realizam-se em vários dias e horários.

Os serões de música acontecem a partir de quinta-feira, no Salão Nobre do antigo Palacete da Quinta das Conchas, sede da junta de freguesia. Haverá “Fado Redux”, com Bela Quarteto e Mike Stellar, rap, com Estraca, e jazz, com Patrícia Vasconcelos.

Além disso, a Lisbon Week colocou dois pianos em duas estações de metro - Quinta das Conchas e Telheiras -, onde qualquer um pode tocar.

Hoje, são inauguradas as várias exposições. A Galeria Liminare acolhe “Lumi Exposição de Fotografia”, na qual participam Carlos Ramos, Luis Mileu e Rui Aguiar, e é “um olhar sobre os habitantes do Lumiar”.

O Museu Nacional do Teatro e da Dança acolhe “Entre-acto modernista: o Teatro e a Dança de António Soares” e “Vestir hoje o Teatro e a Dança – Novos criadores portugueses nos palcos de Lisboa.

O ministro da Cultura, Luis Filipe Castro Mendes, inaugura a exposição no Museu Nacional do Teatro e da Dança.

A partir de domingo, decorrem os ciclos de cinema, de curtas e longas-metragens, no auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro e no Auditório do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), nos antigos estúdios da Tobis.

O último fim de semana de Lisbon Week, 01 e 02 de abril, é também para “descobrir a cultura indiana”, no Templo Radha Krishna, com a “Tarde Indiana” e a “India Experience”, atividades pagas, que incluem, entre outros, ‘workshops’ de dança e yoga e um jantar vegetariano.

A programação inclui ainda uma conferência sobre urbanismo no Lumiar, na quarta-feira, no Jardim de Inverno da Quinta dos Lilases.

A Lisbon Week inclui também um projeto educativo “de sensibilização das crianças para a não utilização de plásticos”, que começou a ser desenvolvido em outubro e culmina com a instalação Salva os Oceanos, realizada com a ajuda do coletivo de artistas Skeleton Sea, que é inaugura hoje, na Quinta das Conchas.

“Cada bairro, uma cidade” é o lema da edição deste ano do projeto cultural e turístico da Actu – Associação Cultural e Turística Urbana, cujas primeiras duas edições se realizaram no outono de 2012 e de 2013, em vários pontos de Lisboa, e regressou em abril de 2015 concentrado numa só freguesia. Nesse ano a freguesia escolhida foi Alvalade.

A programação completa do projeto Lisbon Week, que é coproduzido com a Câmara Municipal de Lisboa e a Junta de Freguesia do Lumiar, pode ser consultada em www.lisbonweek.com.

Copyright © 2019 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosEventos
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER