Proprietária da Michael Kors, Capri, supera estimativas de lucro no último trimestre

A Capri Holdings Ltd, antiga Michael Kors, anunciou na quarta-feira (6) que registou um lucro acima do esperado no último trimestre, impulsionado pelo aumento nas vendas do seu calçado Jimmy Choo. Após o anúncio, as ações da empresa, que também é proprietária da marca italiana Versace, subiram 5,6%, para 45,99 dólares.



Os resultados da Capri também melhoraram, pois a empresa conseguiu retirar o inventário de retalhistas off-price (outlets), o que ajudou a melhorar as margens operacionais no negócio de atacado da Michael Kors.

Excluindo alguns itens, a empresa faturou 1,76 dólares por ação, superando a estimativa média dos analistas de 1,58 dólares por ação, segundo dados IBES da Refinitiv.

A receita total da empresa permaneceu praticamente estável em 1,44 mil milhões de dólares, abaixo da estimativa média dos analistas de 1,46 mil milhões de dólares, prejudicada pelo baixo desempenho das lojas de retalho da marca Michael Kors.

O lucro líquido atribuível à empresa caiu para 199,6 milhões de dólares, ou 1,33 dólares por ação, no terceiro trimestre encerrado a 29 de dezembro, de 219,4 milhões de dólares, ou 1,42 dólares por ação, um ano antes. 

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - CalçadosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER