×
307
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de out. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Quem são os três players de perfis diferentes que se aliaram para tomar posse da Pimkie?

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de out. de 2022

Colocada à venda na primavera passada, a Pimkie vai mudar de mãos em breve. A família Mulliez, proprietária da empresa, entrou em negociações exclusivas com três players diferentes, todos eles, no entanto, unidos em torno da marca de moda feminina para a relançar. São Lee Cooper France, Kindy e Ibisler Tekstil. Mas quem são eles afinal?


Segundo consta, aLee Cooper France tornar-se-á uma acionista maioritária de 70% na Pimkie - Lee Cooper


Lee Cooper France



A Lee Cooper France, que segundo as nossas informações se tornará uma acionista maioritária de 70% na Pimkie, é uma entidade criada há 12 anos, em 2010, após a venda da filial francesa da marca britânica de jeans ao fabricante Linda Textile. Esta última ainda usa a marca Lee Cooper, que nasceu no Reino Unido em 1908, como sua licenciada. Em França, a marca teria gerado 20 milhões de euros de volume de negócios até 2021.

A Linda Textile possui uma fábrica de ganga na Tunísia, enquanto a Lee Cooper France depende de um centro logístico situado perto de Amiens em França. A marca opera quatro lojas, todas localizadas em pontos de venda, e é também distribuída por 650 retalhistas. Este verão, ofereceu uma pop-up parisiense para rejuvenescer o seu alvo e fazer nome na capital, depois de ter fechado a sua loja na Rue de Rivoli durante a crise sanitária.


Odono da Kindy, Salih Halissi, deverá assumir a gestão operacional da Pimkie como parte da aquisição - Kindy


Kindy



Depois de entrar em liquidação judicial em 2017, o grupo francês Kindy viu o seu negócio de meias ser assumido por dois empresários, Thierry Carpentier e Salih Halissi.  A produção de meias foi então relançada na histórica fábrica da Kindy, sediada em Moliens, na região de Oise, desde 1863. A empresa, que vende principalmente os seus produtos em supermercados, realizou então operações de crescimento externo, adquirindo a marca de meias Tissel em 2018, depois a marca de roupa interior Mariner em 2021. O grupo Kindy teria atingido um volume de negócios anual de 12,7 milhões de euros, de acordo com dados do Société.com.

Por sua vez, de acordo com as nossas informações, o dono da Kindy Salih Halissi deverá assumir a gestão operacional da Pimkie como parte da aquisição.


A Pimkie já era cliente da Ibisler Tekstil, que diz trabalhar com várias centenas de etiquetas de moda em todo o mundo - Ibisler Tekstil


Ibisler Tekstil



Fundada em 1998, a Ibisler Tekstil é uma empresa produtora com duas fábricas de moda na Turquia, empregando mais de 500 pessoas em Istambul e Düzce. A Pimkie já era cliente da empresa, que diz trabalhar com várias centenas de etiquetas de moda em todo o mundo. Os seus principais produtos incluem T-shirts, camisolas, meias-calças, calções, saias e vestidos. A fabricante reivindica várias certificações, como sejam a GOTS (Global Organic Textile Standard), Global Recycled Standard ou BSCI (Business Social Compliance Initiative).

Qual o futuro para a Pimkie?



E estes três players têm força para dar a volta a uma marca com 426 pontos de venda? A operação faz lembrar a aquisição da Naf Naf pelo seu parceiro industrial SY International em 2020. Na altura, Selçuk Yilmaz, presidente e CEO da SY International, explicou que "a fusão da Naf Naf e da SY Corporate France cria um grupo totalmente integrado que tornará possível combinar velocidade, estilo e moda".

Philippe Favre, um especialista em reestruturação empresarial que foi nomeado CEO da Pimkie no início de 2022, disse numa declaração que a sua oferta conjunta foi selecionada "com base na sua capacidade, tanto financeira como operacional, para dar a volta, desenvolver e perpetuar a marca Pimkie a longo prazo. A sua experiência e conhecimentos específicos proporcionam uma oferta completa, complementar e adaptada num contexto altamente competitivo", disse.  

No entanto, está provavelmente planeada uma redução do alcance da Pimkie, de acordo com os sindicatos. Os novos proprietários assumirão o controlo da empresa no início de 2023, antes de determinarem potencialmente a extensão do plano de reestruturação a ser realizado.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.