×
366
Fashion Jobs
MINGA LONDON
Ecommerce Manager
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
MINGA LONDON
Head of Creative Content / Art Director
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
BROWNIE
Store Manager
Efetivo - CLT · LISBOA
SANDRO
Sales Assistant 12hr Corner Porto h/m
Trainee · LARAMIE
LION OF PORCHES
Gerente (m/f) - Algarve Shopping
Efetivo - CLT · GUIA
LION OF PORCHES
Gerente (m/f) - Oeiras Parque
Efetivo - CLT · LISBOA
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 40h - CDI - Eci Lisboa - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Gestor de Loja - 40h - CDI - Lisboa Colombo - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 40h - CDI - Lisboa Colombo - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
TAPESTRY
Sales Associate ii - ce pt Vila do Conde (20-39 Hours)
Efetivo - CLT · Vila do Conde
SALSA
Estágio Curricular - People & Talent
Estágio · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Estação Viana - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Viana do Castelo
THE KOOPLES
Store Manager
Efetivo - CLT · LISBOA
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Factory Outlet Almancil (f/m)
Efetivo - CLT · Quarteira
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de mar de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Ralph & Russo entra em liquidação judicial, mas "continua a operar"

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de mar de 2021

A Ralph & Russo parece ser a mais recente vítima empresarial da crise sanitária global que atingiu tantas empresas de moda no ano passado. A marca de pronto-a-vestir e alta costura, lançada há 11 anos por Tamara Ralph e Michael Russo, anunciou esta quarta-feira que se encontra em liquidação judicial.


Ralph & Russo - primavera-verão 2020 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula


A empresa partilhou a notícia via Instagram "com grande tristeza", dizendo que "foi tomada uma difícil decisão para ajudar a garantir o sucesso contínuo da empresa e reestruturar o negócio após a economia retalhista em todo o mundo ter sido severamente afetada pela pandemia de Covid-19".
 
Os designers disseram também que pretendem "manter o negócio a funcionar durante este tempo”, avançando: “Continuamos totalmente comprometidos em apoiar a nossa incrivelmente leal clientela global e o nosso staff maravilhoso, sem os quais nada disto teria sido possível."

Diante desta declaração, especulou-se que a marca poderá ser comprada por pessoas com informação privilegiada num acordo de liquidação. Mas, também se acredita que poderá haver muito interesse de outras partes em adquirir a marca.
 
Este ano, houve rumores persistentes sobre a força da empresa, mas na semana passada um porta-voz disse à Sky News que esta lutaria contra qualquer tentativa dos credores de a forçar à insolvência.

Há não muito tempo a empresa parecia estar numa maré positiva, tendo recebido um grande impulso publicitário quando fez o vestido que Meghan Markle usou para anunciar o seu noivado com o príncipe Harry.

Fundada em 2010, os investidores da empresa incluíam vários empreendedores britânicos endinheirados, como o promotor imobiliário Nick Candy e o multimilionário John Caudwell. A Tenor Holding de Lars Windhorst, que também controla a La Perla, pagou cerca de 40 milhões de libras (46,69 milhões de euros) por uma participação minoritária em 2019, momento no qual a empresa foi avaliada em cerca de 175 milhões de libras (204,28 milhões de euros).
 
No entanto, a crise da Covid-19 desferiu sobre a marca um golpe insuperável. O cancelamento dos eventos de passadeira vermelha, galas e casamentos fez com que a demanda por vestidos de 50 mil libras caísse drasticamente. A empresa cancelou o seu desfile de alta costura em janeiro, mas disse que voltaria.

A empresa tem cerca de 100 funcionários, que estiveram em lay-off no último ano. No entanto, houve relatos de atrasos nos pagamentos do pessoal e de que alguns oficiais de justiça se apresentaram na sua sede em Mayfair.
 
No entanto, a Sky News disse também na quarta-feira que uma fonte próxima da empresa alegou que o negócio estava a começar a recuperar.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.