×
267
Fashion Jobs
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D) - Maternity Leave Cover
Efetivo ·
ADIDAS
Senior Technology Consultant - Product & Supply Chain (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Tech Analyst - Digital & Omnichannel/ Manage Business (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Senior Tech Project Manager - Sales Tech (M/F/D)
Efetivo ·
PRIMARK - PORTUGAL
Estágio Curricular Manager Comercial
Efetivo · PORTO
ADIDAS
Service Manager - Sales Services (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Buyer - German/Italian/French/Spanish (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Senior Specialist Payroll (m/f) - HR Services - German Speaker
Efetivo ·
ADIDAS
Sap Consultant - bw4hana/Sac (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Senior Sap Consultant - bw4hana/Sac (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Ariba (M/F/D)
Efetivo ·
SACOOR BROTHERS
Fiel de Armazém (Storekeeper) - c. Comercial Colombo
Efetivo · Lisboa
SPORT ZONE
Financial Controller (m/f)
Efetivo · Maia
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Ubbo Alfragide
Efetivo · Lisboa
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
FOREO
Marketing Manager - Portugal
Efetivo · LISBON
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Amoreiras - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
ADIDAS
Data Engineer (M/F/D)
Efetivo ·
ADIDAS
Associate Data Engineer (M/F/D)
Efetivo ·
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
3 de dez. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Receitas da PVH caem 18% no terceiro trimestre e superam as previsões

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
3 de dez. de 2020

Enquanto continua a recuperar dos efeitos económicos da pandemia de Covid-19, a nova-iorquina PVH Corp., proprietária das marcas Tommy Hilfiger e Calvin Klein, anunciou na quarta-feira uma queda de 18% na receita durante o terceiro trimestre, uma melhoria substancialmente significativa se comparada com as quedas dos últimos dois trimestres, fortemente afetados pela crise sanitária.
 

A PVH continuou a registar um forte crescimento digital no terceiro trimestre - Instagram: @tommyhilfiger


No terceiro trimestre, encerrado a 1 de novembro de 2020, a empresa anunciou uma faturação de 2,12 mil milhões de dólares, abaixo dos 2,59 mil milhões do mesmo período do ano anterior. Em moeda constante, a queda de um ano para o outro foi de 21%.
 
A receita da venda direta ao consumidor caiu 11%, valor que inclui um aumento de 70% no e-commerce, impulsionado pelo forte crescimento digital em todas as marcas e regiões da empresa. Embora tanto a Europa como a China tenham registado uma forte recuperação no trimestre, a redução do número de turistas internacionais nos Estados Unidos fez com que este mercado, no qual o grupo opera várias lojas físicas em destinos turísticos, tenha continuado a sofrer.

As receitas da venda por atacado no trimestre caíram 22%, uma queda causada por problemas no negócio de atacado da empresa na América do Norte, alguns dos quais relacionados com a falência de vários dos seus clientes.
 
A marca Tommy Hilfiger registou uma queda de 12% na receita, com uma redução de 37% na América do Norte e uma estagnação internacional. Na Calvin Klein, o declínio interanual foi de 18%, com a receita a cair 39% na América do Norte, enquanto as vendas internacionais permaneceram estáveis.

As receitas trimestrais da PVH foram de 69,8 milhões de dólares, ou 0,98 dólares por ação, abaixo dos 209,2 milhões de dólares, ou 2,82 dólares por ação, no mesmo período do ano anterior.
 
"Os nossos resultados do terceiro trimestre superaram as nossas expectativas em todos os mercados e canais, com uma recuperação muito forte na Europa e na China, tendo em consideração a pandemia de Covid-19 que estamos a atravessar", disse o presidente e diretor-geral da PVH, Emanuel Chirico, em comunicado.
 
“Está claro onde estamos a ganhar com o consumidor: nos nossos negócios internacionais, nos nossos canais digitais e com ofertas casuais, e estamos a deslocar o nosso negócio para esses canais e categorias.”
 
No acumulado do ano, a faturação da PVH ascendeu a 5,04 mil milhões de dólares, menos 31% em relação aos 7,31 mil milhões obtidos no mesmo período do ano anterior. O prejuízo líquido foi de 1,08 mil milhões de dólares, ou 15,15 dólares por ação, em comparação com um lucro líquido de 484,7 milhões de dólares, ou 6,46 dólares por ação, no mesmo período do ano anterior.

Até ao momento, as receitas da empresa para o quarto trimestre estão a diminuir aproximadamente 20%, e a PVH espera que esta seja a redução percentual total para todo o trimestre.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.