×
371
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Retalhista francesa Casino em negociações para comprar empresa de calçado Sarenza

Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 19 de fev de 2018
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Face à competição da Amazon e outras empresas digitais, a Casino, operadora francesa de supermercados, procura fortalecer a sua presença online, tendo iniciado negociações exclusivas para a compra da retalhista online de calçado Sarenza.


Sarenza


A Sarenza gerou vendas superiores a 250 milhões de euros durante o seu último ano fiscal e, a acontecer, a sua aquisição segue-se à parceria de comércio eletrónico estabelecida, em novembro, entre a Casino e a Ocado, numa altura em que a revendedora francesa procura estabelecer a presença online da sua rede de supermercados Monoprix.

A Casino, cuja classificação de crédito pela Standard & Poor's desceu para lixo em março de 2016, está sob pressão para reavivar os lucros em França, o seu maior mercado, onde atualmente realiza mais de 50% das suas vendas, numa altura em que o crescimento no Brasil, o seu segundo maior mercado por receita, está mais lento.

“Ao adquirir a Sarenza e os seus conhecimentos, o Grupo Casino consolidará a sua posição como líder francês no retalho urbano online”, disse em comunicado o presidente e diretor executivo da Casino, Jean-Charles Naouri.
 
No início deste mês, a Amazon anunciou os seus planos para criar dois mil novos empregos em França, mais um sinal das ambições da gigante online norte-americana de crescer no país.

Por sua vez, os operadores de supermercados tradicionais, como a Casino, a líder do setor Carrefour e a empresa privada Leclerc, tomaram medidas para lidar com a concorrência da Amazon.
 
No mês passado, a Leclerc anunciou o lançamento de um serviço de entrega de comida em Paris, enquanto a Carrefour estabeleceu uma parceria na China com a Tencent e disse que aumentaria os seus investimentos no setor.

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.