×
410
Fashion Jobs
ADIDAS
General Ledger Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Financial Controller & Reporting Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
HR Specialist - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Manager - Project Management & Strategy (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Senior Kids Footwear Buyer
Efetivo - CLT · Alicante
L'OREAL GROUP
Business Partner Dpp
Efetivo - CLT · Lisbon
BWGROUP
Comercial Internacional - Espanha
Efetivo - CLT · BRAGA
JD SPORT
Demand Planner Retail
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
IT Sap Specialist fi/co e HR
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
POLOPIQUE
Designer de Moda Sénior (m/f) – Vestuário de Senhora e Criança em Tecido
Efetivo - CLT · SANTO TIRSO
ADIDAS
Store Manager Designer Outlet Algarve - Loulé
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Accounting Team Leader (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Sales Associate
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Operations h2r - Payroll (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
General Ledger Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Specialist Financial Structures Sap-co (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Junior Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Tax Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior o2c Credit Specialist (m/f) - Adigolf - German Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Transition Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior o2c Customer Master Data Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto

Retalho: Ásia alcançará o Ocidente em 2018

Publicado em
today 11 de mai de 2015
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O consumo asiático de vestuário atingirá os 920 mil milhões de dólares em 2018, face 625 mil milhões ano passado. Nível que colocará o continente em paridade com América do Norte e Europa Ocidental.


Os gastos com vestuário estarão em alta em média de 10% por ano. Um avanço amplamente sustentado pela China e Índia, que acumulam 2,6 mil milhões de habitantes, ou seja, 37% da população mundial. Mercados cuja clientela pretende adquirir marcas renomadas sem, no entanto, ter os meios para voltar-se aos grandes nomes do luxo. Daí o sucesso das marcas internacionais de distribuição.
 
“Mesmo que alguns grupos de luxo tenham levado em conta a desaceleração do crescimento em alguns países como a China, as marcas de fast fashion como H&M, Zara e Uniqlo exibem ambiciosos planos de aberturas de lojas para ganhar espaço em um posicionamento que está a efervescer a distribuição entre o vestuário de alta gama e o luxo de entrada de gama”.
 


Assim, o luxo exibe na Ásia uma desaceleração do seu crescimento, que contrasta com o forte crescimento gerado anteriormente pela China. O crescimento local caiu assim de 30% para 7 % entre 2012 e 2013, por conta das perspetivas económicas sombrias e da política anticorrupção que mira os presentes luxuosos. No entanto, os Chineses teriam gastado 102 mil milhões de dólares em 2013. Com um crescimento de 20-30% por ano, a Índia mantém-se bem atrás.

Quanto às vendas em linha, o predominante mercado chinês deve representar 650 mil milhões de dólares de vendas em 2020, contra 306 mil milhões em 2013, aí onde os Estados Unidos atingiram 263 mil milhões. Depois da adoção de novos textos que facilitam as trocas comerciais com o exterior, a Índia deve, por seu turno, atingir os 100 mil milhões em 2020, segundo a federação local. Número temperado pela Pwc, que lembra que o número estimado para 2018 pela Forrester é de apenas 16 mil milhões de dólares.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.