×
378
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Richemont: diretor de moda e acessórios deixa o cargo

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 10 de set de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O grupo suíço Richemont, número dois mundial do luxo e proprietário de marcas como Cartier, Chloé, Montblanc, Alaïa ou Net-a-Porter, anunciou na terça-feira a saída de Eric Vallat, diretor das atividades de moda e acessórios, para dar continuidade à sua carreira fora do grupo.


Eric Vallat - DR


Esta mudança entrará em vigor a partir de 26 de outubro, indicou o grupo de Genebra através de um breve comunicado, sem especificar para já o nome de um sucessor.
 
"Eric recebeu uma oportunidade maravilhosa fora do grupo e entendo perfeitamente a sua decisão", declarou o seu presidente, Johann Rupert, citado no comunicado.

A moda e os acessórios fazem parte da divisão de menor dimensão da Richemont. O grupo realiza metade do seu volume de negócios em joalharia, principalmente através das marcas Cartier e Van Cleef & Arpels, e um quinto das suas vendas em relojoaria.

A moda e os acessórios fazem parte da divisão que abrange todas as outras marcas, que contribuem com menos de 15% da receita. Esta inclui nomeadamente as casas de moda Chloé e Alaïa. Esta última acaba de acolher uma nova diretora-geral, Myriam Serrano.

O grupo suíço passou por mudanças significativas na sua equipa de gestão. Eric Vallat, que liderou nomeadamente as atividades de conhaque da casa francesa de bebidas espirituosas Rémy Cointreau, ingressou no grupo suíço em junho de 2018, alguns dias antes da Richemont finalizar a venda da marca francesa de artigos de couro Lancel.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.