Richemont interessada em comprar joalheira italiana Buccellati

O grupo Richemont, proprietário da Cartier, está a considerar comprar a joalheira italiana Buccellati ao grupo chinês que a adquiriu em 2017, informou na segunda-feira o jornal italiano Corriere della Sera.

Segundo o suplemento de segunda-feira L’Economiado Corriere della Sera,a aquisição enfrentou dificuldades devido às restrições a investimentonoestrangeirointroduzidas pelo governo chinês - Buccellati

A Buccellati foi recentemente comprada pela empresa chinesa Gansu Gangtai, num acordo que, segundo fontes informadas sobre o assunto, valorizou a famosa marca milanesa em 270 milhões de euros, incluindo dívidas.

Segundo o suplemento de segunda-feira L’Economia do Corriere della Sera, a aquisição enfrentou dificuldades devido às restrições a investimento no estrangeiro introduzidas pelo governo chinês.

A Gansu Gangtai havia planeado investir 200 milhões de euros para desenvolver a Buccellati.

O suplemento do jornal italiano afirma que a Bank of America Merrill Lynch está agora a trabalhar na venda da Buccellati, o que atraiu o interesse da Richemont, mas também do veículo de investimentos Mayhoola, do Qatar.

A Richemont recusou-se a comentar. A Mayhoola não fez nenhum comentário imediato.

Em 2016, fontes disseram à Reuters que a Richemont estava em negociações exclusivas para comprar à empresa italiana de private equity Clessidra uma participação maioritária na Buccellati.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2018 Todos os direitos reservados.

JoalhariaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER