×

Rip Curl comprada pelo grupo neozelandês Kathmandu

Publicado em
today 1 de out de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A 1 de outubro, a Kathmandu e a Rip Curl formalizaram a sua aproximação. O grupo neozelandês, especialista em atividades outdoor, adquiriu a marca australiana de surf, que comemora este ano os seu 50.º aniversário, por 350 milhões de dólares australianos (215 milhões de euros), ou seja, 7,3 vezes o seu Ebitda. Os fundadores da Rip Curl, bem como o seu CEO, Michael Daly, beneficiarão das ações de Kathmandu, que tem uma dupla cotação em bolsa na Austrália e Nova Zelândia.


Rip Curl encontra um parceiro australiano - Rip Curl


O volume de negócios total estima-se em mais de mil milhões de dólares australianos em volume de negócios, ou 620 milhões de euros. Os fundadores da Rip Curl, Brian Singer e Doug Warbrick, cedem assim a empresa que criaram em 1969 em Torquay e que agora está presente em todos os continentes.
 
"Depois de 50 anos, é um momento de forte emoção para nós", disseram em comunicado. "O surf e a indústria do surf são parte integrante das nossas vidas há mais de 50 anos. Percebemos que a Rip Curl, o nosso bebé, se tornou um adulto reconhecido em todo o mundo e estamos orgulhosos de termos criado uma das maiores marcas do mundo."

A empresa reivindicou no ano passado um volume de negócios de aproximadamente 300 milhões de euros, com a Europa a pesar cerca de 50 milhões.


Brian Singer e Doug Warbrick - Rip Curl


As duas empresas encaram esta aliança como a oportunidade de criar um gigante de produtos técnicos para práticas ao ar livre. "As duas marcas pertencem também à mesma parte do mundo - Austrália e Nova Zelândia", diz Michael Daly, CEO do Rip Curl Group, que permanece à frente da marca. "A fusão fortalecerá os seus respetivos pontos fortes nos canais de produção, marketing e distribuição", declarou, entusiasmado com o potencial da fusão. "Será um mundo novo para todos nós depois de 50 anos numa empresa não cotada."
 
O líder reportará a Xavier Simonet, CEO do grupo Kathmandu. Depois de adquirir a marca de calçado americana Oboz há alguns meses, o grupo neozelandês aposta forte. E, além de uma complementaridade entre o mar e os espaços abertos, o novo grupo pretende atuar na complementaridade das redes.


Uma loja Kathmandu - Kathmandu


"Esta é uma oportunidade fantástica para a Katmandu se desenvolver e se diversificar", indica o líder do grupo neozelandês. A associação entre a Katmandu, a Oboz e a Rip Curl permite diversificar produtos, canais, geografia e variações sazonais e criar uma plataforma para acelerar a expansão mundial das nossas marcas em novos canais e mercados.”
 
Em termos globais, o novo grupo conta com 341 sucursais, 254 lojas com parceiros e mais de 7.300 pontos de venda a retalho em todo o mundo.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.