Roberto Cavalli: uma moda jovem, forte e sexy

Paul Surridge apresenta a sua proposta para a Roberto Cavalli. Ao comando do estilo da marca há um ano, o britânico desvendou no sábado, em Milão, uma coleção feminina para a primavera-verão de 2019 versátil e dinâmica, atualizando os ingredientes que conduziram a casa florentina ao sucesso. A saber: roupas sensuais, materiais luxuosos, savoir-faire artesanal e um toque de glamour. Tudo remixado com um toque um pouco mais desportivo e moderno.


Ver o desfile
Roberto Cavalli, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Entre alguns vestidos compridos e trench coats (em seda estampada ou prateada), a silhueta da Roberto Cavalli para o próximo verão é ultra-curta e desnuda o corpo. Com calções coloridos ou pequenos vestidos justos com efeito drapeado, decotes profundos, ombros desnudos, blusas de mangas compridas que se amarram no peito para revelar a barriga e o umbigo ou ainda vestidos que se abrem nos flancos.
 
O criador retoma os estampados de animais típicos da casa, mas em grafismos mais modernos, declinados em tons poeirentos (bege, cinzento, verde desbotado). Surridge também trabalha com peças de couro em relevo (incluindo vestidos sem alças, calções e sutiãs) em tons terracota ou construídas como um mosaico através de uma colagem de quadrados de cores diferentes.

O espírito mais desportivo e quotidiano do guarda-roupa traduz-se numa série de peças mais simples e fáceis de usar, incluindo o calção de ciclismo. Um elemento chave da coleção, é usado sob casacos largos ou camisas às riscas longas e fluidas, mas também com pullovers ou tops cobertos com lantejoulas. Este mesmo calção é decorado com cristais e bordados para a noite.


Ver o desfile
Roberto Cavalli, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Paul Surridge inspirou-se nomeadamente nos artesãos de Marrocos, para onde viajou recentemente, utilizando lantejoulas marroquinas também em vestidos e casacos bordados, assim como os tradicionais tapetes berberes de franjas ou decorados com lantejoulas prateadas, que são reinterpretados em alguns conjuntos.
 
Com esta coleção, a casa propriedade do fundo Clessidra continua o seu relançamento, enquanto acaba de lançar o seu novo site e revela em Berlim o seu novo conceito de loja. A 31 de dezembro de 2017, a Roberto Cavalli contava com 87 lojas monomarca (46 em gestão direta e 41 em franchise), enquanto o seu volume de negócios ascendia a 152,4 milhões de euros.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER