Roger Vivier contrata ex-Miu Miu como sua nova CEO

Após a saída de Camilla Schiavone, sua CEO desde 2014, que foi nomeada líder do grupo Rautureau Apple Shoes, a Roger Vivier, marca de calçado e acessórios de luxo pertencente ao grupo italiano Tod's, confiou a direção a outra mulher, Maria Cristina Lomanto.


Versão do escarpin de culto da marca - rogervivier.com

Até ao momento, a nova líder da Roger Vivier trabalhava no grupo Prada, onde ingressou em 2006 para cuidar do merchandising das coleções de acessórios da marca italiana. Posteriormente, foi promovida a diretora de marketing dos artigos de couro da marca milanesa e, em 2012, assumiu a direção de retalho da Prada França. No ano seguinte, ocupou o mesmo cargo na Miu Miu e, em 2015, tornou-se diretora-geral da marca.

Maria Cristina Lomanto é formada em Direito pela Universidade de Milão e tem 20 anos de experiência no setor do luxo. Antes de ingressar no grupo Prada, trabalhou na Jill Sander e na Yves Saint Laurent, onde atuou como diretora comercial para Itália e Suíça.

Após a nomeação de Gherardo Felloni como diretor criativo no ano passado, sucedendo a Bruno Frisoni, que ocupou o cargo durante quase 16 anos, a empresa parisiense de calçado de luxo continua a sua reorganização. Depois de registar uma queda de 3,2% (-0,2% a taxas de câmbio constantes) nas vendas, para 173,5 milhões de euros em 2018, a Roger Vivier registou uma recuperação significativa no primeiro trimestre de 2019, com receita de 43,9 milhões de euros, +16,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - AcessóriosLuxo - CalçadosLuxo - DiversosNomeações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER