×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Rolex no topo da lista das marcas mais procuradas por falsificação

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de jul. de 2021

Os consumidores continuam a procurar marcas de luxo falsas em grande número e alguns são compradores sedentos de rótulos mais do que outros. De facto, a Rolex é a marca mais procurada por aqueles que pesquisam falsificações online, como demonstrou um novo estudo no Reino Unido. Depois da Rolex estão a Louis Vuitton em segundo lugar e Gucci em terceiro. 


A conveniência do verdadeiro faz da marca Rolex a mais procurada quando se trata de falsificações - DR


As falsificações continuam a ser um enorme problema que flagela as marcas premium e de luxo em todo o setor da moda e o interesse pelas mesmas tem permanecido elevado, apesar das perturbações pandémicas.

A investigação conduzida pela Uswitch utilizou a ferramenta de pesquisa Ahrefs para calcular o número de sondagens anuais online de marcas falsas e versões falsificadas de produtos originais. Descobriu que mais de um quarto de milhão (228.000) de pesquisas online por ano são feitas por "fake Rolex". 

Por "fake Louis Vuitton" a procura é de 118.800 vezes por ano com 36.000 pesquisas anuais especialmente para sacos de design Vuitton falsos, colocando-a no primeiro lugar desta categoria de produtos.

Entretanto, para a Gucci, são feitas anualmente 87.600 pesquisas online para versões de imitação dos seus produtos. 

Com as viagens restringidas de modo a que os consumidores não possam visitar os pontos críticos, e com as compras físicas em mercados ou lojas onde se podem encontrar falsificações, tendo estado em grande parte fora da agenda nos últimos 18 meses, as pesquisas online são muito bons indicadores do que os consumidores estão exatamente a dar prioridade em termos de falsificações.

Todos os nomes de topo são marcas de património, mas algumas marcas mais recentes também são muito boas quando se trata de falsificações. Entre as três primeiras estão a Yeezy em quarto lugar com 37.200 pesquisas, à frente da Crocs (25.200), Nike (22.800), Balenciaga (21.600), Off-White (20.400), Vans (15.600) e Adidas (14.400).

Estas são as 10 primeiras marcas. Olhando para mais longe, no Top 20 encontramos também a Converse, Chanel, Versace, Ray-Ban, Burberry, Prada, Michael Kors, Moncler, Calvin Klein e The North Face.

O produto falsificado mais procurado de todos é um cinto Gucci, com 56.400 buscas anuais.

A Gucci tem na realidade quatro encaixes no Top 10 da lista dos produtos mais procurados com "fake Gucci slides" em segundo lugar na lista, "fake Gucci shirt" em quarto e "fake Gucci T-shirt" a arredondar a lista dos 10 primeiros na 10.ª posição.

Também populares são as peças Yeezy Boost 350 em terceiro lugar, uma carteira Louis Vuitton em quinto, à frente da Balenciaga Triple S, cinto Louis Vuitton, Yeezy SPLY 350, e mochila Louis Vuitton.

Como mencionado, a Louis Vuitton é a mais procurada por sacos falsos, mas a Gucci é a segunda, a Prada a terceira e a Chanel a quarta. Seguem-se a Michael Kors, Chloé, YSL, Celine, Hermès e Valentino.

O mesmo se passa com marcas portuguesas como a Miguel Vieira, cujo designer fundador se queixa de ser "um sacrificado, com registos ou cópias", tendo-o colmatado com o timbre numerado: "Em cada peça, existe um holograma prata com chumbo e cada peça tem um número sequencial para se perceber que não é contrafeita. Não há uma única peça que não seja numerada", como confessou Miguel Vieira, em entrevista exclusiva ao site FashionNetwork.com.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.