×
Publicidade
Publicado em
28 de abr de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Salsa quer poupar 82 milhões de litros de água até 2023

Publicado em
28 de abr de 2021

A Salsa quer ser mais amiga do ambiente. Para isso, marca especializada em denim definiu metas de sustentabilidade que pretende cumprir nos próximos dois anos e que passam pela poupança de água e pela redução do consumo de plástico.
 

A Salsa anunciou recentemente metas de sustentabilidade que pretende alcançar até 2023 - Fotografia: Divulgação


Em comunicado, a  marca sublinha que “é altura de fazer melhor”. Recordando o impacto poluente da indústria da moda, a marca do grupo Sonae garante: “Somos parte de um problema maior do que nós. Mas somos, também, parte da solução. Devemos, podemos e vamos fazer melhor. Fazemo-lo cuidando do nosso planeta, da nossa comunidade, Daqueles que amamos. Vamos tornar-nos melhores. Porque fazer melhor fica-nos bem.”
 
É com o propósito de se tornar mais sustentável que a marca lança o projeto de sustentabilidade Become, que agrega um conjunto de iniciativas que pretendem reduzir o seu impacto ambiental. Começando com um dos grandes problemas associados à produção de jeans - a quantidade de água utilizada -, a Salsa garante que “é possível produzir jeans com a qualidade de sempre – e o estilo de sempre – com menos água”. Assim nasce uma das metas de sustentabilidade que pretende cumprir até 2023: poupar mais de 82 milhões de litros de água na lavagem de todos os jeans que produzir.

Paralelamente, a marca compromete-se, no mesmo espaço temporal, a poupar 1 milhão de sacos de plástico por ano, anunciado que, para isso, deixará de embalar os seus jeans em plástico.


Os objetivos do projeto Become passam pela poupança de água e pela redução do consumo de plástico - Frame do vídeo de apresentação do projeto

 
You Nguyen, chief product officer da Salsa, explica em comunicado que o projeto Become representa “o compromisso da Salsa com a inovação constante na criação do seu produto”. Segundo o responsável de produto, a empresa portuguesa compromete-se assim “a explorar todas as oportunidades para melhorar” a forma como trabalha. “Estes dois projetos são o resultado de anos de investigação e desenvolvimento. Acreditamos que os nossos clientes merecem os melhores jeans possíveis, desenvolvidos de forma sustentável, sem comprometer a qualidade e o fit. O Become é uma jornada ongoing em que somos parte da mudança e da solução.”
 
Fundada no Porto em 1994 e atualmente uma das marcas de moda do universo Sonae, a Salsa é liderada desde fevereiro por Mia Ouakim, que assumiu o cargo de CEO em substituição de José António Ramos, que no final de 2020 trocou a empresa portuguesa pela britânica Asos. Atualmente, a marca conta com uma centena de lojas próprias distribuídas por Portugal (57), Espanha (29), França (8) e Luxemburgo (3) e mais de 20 lojas franchisadas na Eslovénia, no Qatar, na Arábia Saudita, no Líbano, no Bahrein, nos Emirados Árabes Unidos e em Angola. Além disso, está presente em diversos grandes armazéns e espaços multimarca em mais de 20 países.

 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.