Salvatore Ferragamo confia sua linha feminina a Fulvio Rigoni

Desde a chegada em agosto do seu novo dirigente, Eraldo Poletto, a Salvatore Ferragamo está em plena fase de reorganização administrativa e criativa.
 
Privada do seu diretor criativo desde a saída de Massimiliano Giornetti em março passado, a casa de luxo florentina decidiu reestruturar seu estúdio, segmentado suas três atividades: vestuário homem, senhora e acessórios.

Fulvio Rigoni - Salvatore Ferragamo
 
Recentemente, a Salvatore Ferragamo nomeou Paul Andrew para a direção da sua coleção de calçados femininos. Uma estreia em sua história. Durante o desfile da sua linha de pronto-a-vestir senhora, durante a Fashion Week milanesa nos fins de setembro, a Casa de Moda revelou o trabalho e o rosto do seu novo "design diretor" para a divisão Feminina.
 
Trata-se de Fulvio Rigoni, que estava até 2015 na Christian Dior. Ele havia chegado à Casa de Moda parisiense em 2012, depois da saída de Raf Simons, com quem ele trabalhara durante seis anos na Jil Sander.
 
Com 40 anos, o estilista de origem vietnamita, que cresceu na Lombardia, se formou no trabalho. Ele aprendeu tudo em campo, como ele mesmo explica, dando seus primeiros passos dentro da histórica marca italiana Basile.
 
Ele dá continuidade à sua trajetória trabalhando para as maiores marcas. A começar pela Prada, onde entrou em 1993. Ele encadeia em 1999 a Gucci, depois passa em 2000 para a Bally para se transferir três anos mais tarde para Nova Iorque na Calvin Klein, até seu reencontro em 2006 com Raf Simons na Jil Sander.
 
Não resta muito para a Salvatore Ferragamo completar a direção criativa com um estilista para a moda Masculina.

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - AcessóriosLuxo - CalçadosNomeações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER