×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
8 de set. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Salvatore Ferragamo regista aumento de 85% no lucro no primeiro semestre

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
8 de set. de 2022

A marca de luxo italiana Salvatore Ferragamo comunicou, na terça-feira (6 de setembro), que registou um lucro líquido de 62 milhões de euros no primeiro semestre do seu ano fiscal, o que representa um aumento de 85,2% em relação aos 33 milhões registados no mesmo período do ano anterior.


A Salvatore Ferragamo regista aumento de 85% no lucro no primeiro semestre - site internet Salvatore Ferragamo


O volume de negócios da empresa aumentou 20,3%, para 630 milhões de euros, e o lucro operacional (EBIT) aumentou 44,7% para 95 milhões de euros.

"Estamos satisfeitos com o aumento constante do volume de negócios e rentabilidade durante o segundo trimestre, apesar do impacto persistente da pandemia na China", declarou num comunicado Marco Gobbetti, que assumiu as rédeas do grupo em janeiro. "Todas as outras geografias relataram resultados positivos", acrescentou, saudando o "excelente progresso em todas as prioridades estratégicas".

Em maio, Gobbetti apresentou a nova estratégia do grupo, que visa "aumentar as receitas a médio e longo prazo, graças à crescente participação de novos e jovens consumidores". Este plano prevê nomeadamente a duplicação do nível de despesas de comunicação e marketing relativamente à percentagem do volume de negócios a partir de 2023.

A atividade na Ásia-Pacífico, o maior mercado do grupo, sofreu uma forte desaceleração no primeiro semestre, com uma queda de 1,5% nas vendas ao longo de um ano, principalmente devido à pandemia de COVID-19 na China.

As vendas no Japão, por outro lado, aumentaram 28%. Por sua vez, a receita registada na zona Europa-Oriente Médio-África subiu 45,8%. O aumento foi de 41,6% na América do Norte e 44,2% na América Central e do Sul.
 

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.