×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
23 de jul. de 2021
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Salvatore Ferragamo: vendas quase dobraram no segundo trimestre

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
23 de jul. de 2021

As vendas da marca italiana de artigos de luxo Salvatore Ferragamo, fundada em 1927, praticamente dobraram no segundo trimestre, após uma queda provocada pela pandemia de COVID-19. A China, Américas e Coreia foram os países motores da recuperação.


Salvatores Ferragamo registou quase o dobro em vendas no segundo trimestre - Foto: Ferragamo


No entanto, as receitas continuam longe dos níveis pré-pandemia e a Salvatore Ferragamo está a contar com o contributo do CEO da Burberry, Marco Gobbetti, que irá assumir o cargo no final deste ano, para impulsionar os esforços de recuperação que até agora têm enfrentado dificuldades para se obterem resultados.

A Ferragamo – que foi atingida com mais força do que a maioria das suas rivais pelas consequências da crise do coronavírus, devido à sua exposição aos gastos com viagens – informou, na terça-feira (20 de julho), que as vendas do primeiro semestre cresceram 46,2% à taxas de câmbio constante, para 524 milhões de euros ( 617 milhões de dólares).

Somente no segundo trimestre, as receitas aumentaram 90,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior.
 

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.