×
279
Fashion Jobs
ADIDAS
Senior Controlling & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Area Manager (m/) - Zona Norte
Efetivo - CLT · Braga
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
M+RC NOIR
Production Manager
Efetivo - CLT · ESPOSENDE
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
THE AMAZING FRENCH COLONY
Fashion Designer Assistant
Estágio · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Trabalho temporário · LISBOA
ELSA GOES GREEN
Business Development
Estágio · ERICEIRA
CH CAROLINA HERRERA
Vendedores Eci Lisboa (36 h)
Trainee · LISBOA
CONFIDENCIAL
Stylist (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
SALSA
Conseiller(es) de Vente Avenue 83 Toulon 30h
Efetivo - CLT · Toulon
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Eci Lisboa - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
ADIDAS
Team Leader o2c Credit And Collections (m/ f) - German Speaker
Efetivo - CLT · Porto
PARFOIS
Interior Designer
Efetivo - CLT · PORTO
ADIDAS
Tax Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior o2c Credit And Collections Specialist (m/ f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Gbs Process Manager s2p (m/ f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Oeiras Parque - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Oeiras
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Aveiro - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Aveiro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Figueira da Foz

Sandra Poulson finalista do Prémio Mullen Lowe Nova Awards 2020

Publicado em
7 de set de 2020
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Sandra Poulson estudou Design de Moda na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa e no London College of Fashion. Por fim, concluiu a licenciatura em maio passado, na Central Saint Martins, faculdade londrina de artes e design de renome mundial, onde foi recentemente distinguida. 
 

Sandra Poulson sentada numa peça da sua instalação, no antigo edifício da Central St. Martins - Instagram @sandrapoulson


Integra os 14 finalistas do Mullen Lowe Nova Awards 2020, selecionados de uma lista final de 46, apurados num total de 1.300 alunos recém-formados na renomada instituição universitária do Reino Unido.
 
Como explica, numa entrevista emitida pela LAC (Luanda Antena Comercial): “Eu fui selecionada para estar na lista final de 14 alunos habilitados a ganharem o prémio. Sou a única angolana num programa de moda e sou uma das três pessoas angolanas de todos os cursos da faculdade inteira”.


Uma perspetiva do projeto denominadoUm Arquivo Angolano que distinguiu Sandra Poulson, posicionando-a entre os 14 finalistas aoMullen Lowe Nova Awards 2020 - Instagram @sandrapoulson


“Fui nomeada para três prémios com o meu projeto que se chama An Angolan Archive (Um Arquivo Angolano), com interesse em questões históricas e contemporâneas da nossa sociedade, cultura e vida: Um deles para fazer parte da coleção do museu da universidade, o outro é um prémio de sustentabilidade e, este, de inovação e relevância”, reforça. “É uma sensação interessante, especialmente por ser um projeto que foi terminado depois do Covid ter começado e de ficar a trabalhar em casa, a criar tudo. É interessante e muito gratificante saber que há mais pessoas que valorizam aquilo em que tenho vindo a trabalhar e que têm interesse na nossa cultura e na nossa vida e em como podemos continuar a progredir”.
 

Instalação de Sandra Poulson no antigo edifício da Central St. Martins - Instagram @sandrapoulson


Sandra Poulson considera assim, o seu trabalho, uma peça de arquivo de informação, explorada a partir de documentos, artefactos, vestuário, momentos, manchetes, tradição oral e dados históricos que definem a paisagem sociocultural, económica, política, étnica e cultural de Angola.
 
“Uma questão que se coloca muito: Porque é que o projeto é todo verde, porque é que todos os artefactos e todas as peças são verdes. Na verdade, é uma história muito relacionada com a vivência: Depois de ter saído de Luanda, em 2013, e de voltar a Luanda e saber que estou em casa quando saio do avião e respiro a poeira. É um bocado a ideia de criar um espaço artificial (quase), que é um espaço verde, compensando os espaços verdes de Luanda que acho precisamos muito de criar. E, este, é então esse espaço artificial em que se pode respirar fundo e se pode deixar a poeira baixar”.
 

Pormenor da instalação de Sandra Poulson, com imagens projetadas numa abóboda do antigo edifício da Central St. Martins - Instagram @sandrapoulson


O arquivo criado por Sandra Poulson engloba cerca de 200 suportes de informação, como sejam textos escritos, imagens de pesquisa, vestuário, gravações de voz, desenhos, artefactos de madeira, instalação, fotografia, performance e trabalhos em vídeo.
 
Trata-se de um projeto ainda em curso que utiliza uma seleção de artigos angolanos para discutir a relação entre a família e a memória social herdada da Angola colonial e da guerra civil. Tem por objetivo desmantelar a Angola contemporânea, através de estudos semióticos de objectos, sobretudo numa perspectiva de cultura material.
 

Vídeo do projeto O Arquivo Angolano de Sandra Poulson, disponível na página da Central St. Martins em https://www.mullenlowenova.com/artist/sandra-poulson/


Melhor dizendo, Um Arquivo Angolano, colonial em perspectiva, onde a tarefa da descolonialidade (ou decolonialism) é central, uma vez que a noção de arquivos próprios liderados por africanos ainda está por confrontar a realidade de arquivos construídos por organismos externos como informa, igualmente, a página dedicada à designer, disponível em https://www.mullenlowenova.com/artist/sandra-poulson/
 
“Este projeto começou com uma viagem de investigação a Luanda, a minha cidade natal, onde passei um mês a captar e a envolver-me com a vida quotidiana, entre assentamentos informais, até à análise do centro de Luanda. Documentei-me com cerca de 3.000 peças de informação através de fotografia, vídeo e gravações de voz”, disse ainda.
 

Sandra Poulson num desfile de moda em Luanda - Instagram @sandrapoulson


O projeto evoluiu para o desenvolvimento de protótipos e fabrico de artefactos, utilizando madeira, metais fundidos, desenho, serigrafia. “Quando Londres entrou em isolamento, contemplei a utilização do espaço do telhado de um apartamento ao lado do local onde vivo. Tive a coragem de o ocupar como meu estúdio, meio e (até certo ponto) sujeito. Conheci os proprietários e, mais tarde, os trabalhadores da construção que estavam a remodelar o apartamento, ao lado, iniciando uma ocupação autoliderada do telhado, durante oito semanas, que talvez se tenha tornado o verdadeiro trabalho”.
 

Modeloda marca Gatuna, para a qual Sandra Poulson é criativa - Facebook

 
Segundo o colombiano José Miguel Sokoloff, presidente do Conselho Criativo Global do MullenLowe Group, co-presidente e diretor criativo do MullenLowe Group UK: “Perante alguns desafios reais, este ano, os alunos criaram um trabalho que é um tributo a eles mesmos e à humanidade”.
 
 “A lista é representativa disso e é um testemunho de como essas mentes jovens e brilhantes irão moldar a forma como vivemos neste mundo em constante mudança”, acrescentou Sokoloff, na página oficial da organização do prémio.
 

Sandra Poulson a posar para uma produção fotográfica - Facebook



Os trabalhos selecionados podem ser apreciados no site da organização https://www.mullenlowenova.com. O estudante com mais votos levará para casa um prémio de £1,000, para apoiar a sua pós-graduação prática. Pela primeira vez, os vencedores serão anunciados numa cerimónia online, esta quinta-feira (10 de setembro).
 

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.