Schiaparelli lança-se no prêt-à-porter com projeto original

Schiaparelli repensa o conceito de prêt-à-porter com um novo formato à escala humana. Como pensar o prêt-à-porter quando se é uma pequena casa de alta costura? Como transpor a essência da alta costura para uma linha mais acessível? Como se diferenciar dos outros e continuar a despertar desejo? Um sem fim de questões que foram levantadas pela marca parisiense propriedade do chefe da Tod’s, Diego Della Valle, nos últimos dois anos. O resultado? O novo projeto "Story", que será revelado na semana da moda de Paris. 
 
Uma imagem do filme realizado para aStory #1, revisitando as ligações entre Elsa Schiaparelli e Man Ray, pelos artistas - Kuntzel+Deygas

Cada Story contará com uma coleção de 20 a 30 de peças prêt-à-porter de luxo com uma quinzena de acessórios em torno de um tema bastante forte relacionado com o espírito e a história da casa, e será apresentada sem ter em conta as habituais estações e o calendário da moda.
 
"Mais do que uma coleção, preferimos falar de um guarda-roupa. A ideia é contar várias pequenas histórias, que se cruzam e juntas formam uma história maior, a da Schiaparelli, que queremos tornar mais acessível, restituindo o seu ecletismo", explica à FashionNetwork.com um porta-voz da marca.
 
As coleções serão vendidas diretamente nos salões da casa no número 23 da place Vendôme, em Paris, conectados com a sede da marca, no número 21, onde Elsa Schiaparelli instalou o seu estúdio em 1935. Estes "salões-loja" estarão abertos a partir de 25 de setembro. O espaço de 400 metros quadrados, localizado no terceiro andar do edifício, irá acolher os clientes de segunda a sábado, sem marcação, num ambiente acolhedor, com vista para o Ritz e para a famosa coluna Vendôme, símbolo do luxo em todo o mundo.

Com a abertura, pela primeira vez, destes salões-loja, a Schiaparelli começa um novo capítulo na sua história, com o objetivo de oferecer aos clientes deste prêt-à-porter uma experiência especial. "Mergulhar no universo de uma verdadeira maison de alta costura é um momento privilegiado, transformando a compra numa experiência única", sublinha a marca, que também quis considerar uma abordagem sustentável a este projeto com "uma produção comedida", sem ceder às tentações da superprodução.

Tudo é fabricado entre Itália e França. Para garantir esta nova atividade de prêt-à-porter, que foi iniciada em 2016 de maneira extremamente sigilosa sob uma outra forma, a casa teve que repensar a sua organização, reforçando a sua força de trabalho. Em dois anos, a marca duplicou os seus funcionários, passando de 25 para 50 pessoas.

A fórmula arranca com Story# 1, que tem como tema "Man Ray e os símbolos Schiaparelli", jogando com as principais obras do artista e fotógrafo surrealista, amigo e cúmplice de longa data de Elsa Schiaparelli. A coleção será composta por vestidos, casacos, blusas, t-shirts e sweatshirts, bem como por uma primeira carteira  emblemática, chamada "O Segredo de Schiaparelli", confecionada em França segundo o savoir-faire tradicional dos artigos de couro de alta qualidade. Os preços começam nos 300-400 euros e chegam a vários milhares de euros em algumas peças especiais.

Além disso, a marca planeia abrir-se a colaborações. Nesse sentido, o talentoso chefe de pastelaria Cédric Grolet foi convidado a criar um bolo em forma de "piscar de olho" gourmet, enquanto o artista floral dinamarquês instalado em Tóquio Nicolai Bergman imaginou caixas-bouquet com flores rosa choque. A próxima Story# 2 será lançada no final do ano.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosCriaçãoColeção
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER