×

Semana da Alta Costura virtual celebra Paris em grande estilo

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
10 de jul de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A Semana de Alta Costura digital terminou, quarta-feira (8 de julho), com uma programação rica e intensa, colocando a capital francesa em destaque. Durante os três dias da Semana da Moda digital, muitos estilistas, como Franck Sorbier, Christophe Josse e Bouchra Jarrar, prestaram homenagem à Cidade da Luz, sem a qual a alta costura não existiria.
 

Ballade Parisienne de Christophe Josse. - LUCCA - LUCCAPABLOPROD 2020


Franck Sorbier fez-nos mergulhar no coração da capital francesa, num passado imaginário entre os séculos XVII e XVIII, através da decoração romano-gótica do priorado de Saint-Martin des Champs, que foi transformada em museu após a Revolução Francesa e no Conservatoire National des Arts et Métiers (CNAM).
 
Neste belo filme em tons escuros, três personagens perseguem-se entre as arcadas, nave e pátio pavimentado, roçando no molde em gesso da famosa original Estátua da Liberdade, que se encontra simbolicamente enrolada ou colidindo com o pêndulo de Foucault, enquanto um cavalo negro aparece na cena final.
 
As protagonistas, duas mulheres com longos vestidos de renda preta, ombros cobertos com um xaile de paisley em caxemira e seda com motivos tradicionais persas, e um homem com rosto coberto pela famosa máscara branca, com o longo e curvo bico dos médicos que combateram a peste no século XVIII, restauram diante dos nossos olhos a atmosfera assustadora da pandemia, tanto do passado quanto do presente.

Filme de Franck Sorbier


Este filme de 12 minutos, dirigido por Amaury Voslion, sobre uma ideia de Frank Sorbier, com os três atores Ophélia Kolb, Jeade Pasquier e Alexandre Risso, anuncia um outro. Este é apenas o Prélude (Prelúdio), que será seguido, a 21 de setembro, pela projeção dentro da igreja do Musée des Arts et Métiers de Révélation (Revelação), a segunda parte e o filme completo dedicado à coleção de inverno 2020/21.
 
Christophe Josse usou o mapa todo de Paris para apresentar a sua coleção de alta costura para o outono de 2020. O designer levou-nos, desta vez, a uma Paris eterna, que pode ser a de ontem ou a de amanhã. Uma maravilhosa caminhada de 10 minutos sob as estrelas e as luzes cintilantes da capital.
 
"À noite, Paris é nossa", pareceu dizer o estilista, que não poderia ter escolhido uma decoração melhor para exaltar a sua coleção… Com total segurança, já que os modelos caminharam sozinhos por uma cidade deserta, lembrando o período do confinamento.
 
Modelos que se revezam em vestidos diáfanos, amplas capas corta-vento, casacos de madrepérola, túnicas bordadas, saias amplamente plissadas e sandálias, percorrendo as calçadas parisienses, especialmente os cais ao longo do Sena. Seguem uma após a outra, num lugar diferente, deixando o metro para uma caminhada sem fim, que as levará até ao final da noite.


Duelo emtorno do pêndulo de Foulcault - Franck Sorbier


Não falta nada a esta Paris dos cartões postais. Nem o banco dos postes da Place Dauphine, nem a romântica Pont des Arts, nem a fileira de arcos do Palais Royal. O passeio termina ao amanhecer, na esplanada do Trocadéro, em frente à inconfundível Torre Eiffel.
 
É aos pés da Torre Eiffel, mas do outro lado da perspectiva, que começa o vídeo de Bouchra Jarrar, onde as gémeas Aissa e Aida vagueiam e divertem-se, tirando selfies. Encontramo-las um pouco mais tarde no apartamento parisiense da estilista francesa, na companhia de um amigo.
 
Esta curta-metragem intimista expressa com leveza o fascínio parisiense, caracterizado pela simplicidade indiferente e um estilo suavemente rebelde. As duas irmãs trocam com espírito alegre as peças intemporais do guarda-roupa de Bouchra Jarrar: O casaco preto, a camisa branca, o fato com colete, o top decorado com penas, a saia de tule…


Atmosfera intimista de Bouchra Jarrar - Bouchra Jarrar

 
Como explicou numa nota introdutória, a designer queria abordar, acima de tudo, a irmandade e a universalidade, a ternura, a leveza, mas também a profundidade dos sentimentos.

Paris foi, também, um tema importante no filme de Giambattista Valli de segunda-feira (6). Cada modelo inspirou-se numa paisagem da capital. A maison Rabih Kayrouz fez-lhe uma referência furtiva, através de uma rápida imagem do pátio do estúdio do estilista libanês, localizado no Boulevard Raspail. Não muito longe do apartamento de Julie de Libran, que serviu de cenário para o seu vídeo apresentado quarta-feira (8).
 
Por fim, no vídeo enviado por Jean Paul Gaultier, entre os eventos virtuais paralelos celebrados pela plataforma da Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM), podemos ver claramente a rua Saint Martin, onde fica a sede da marca, em frente ao CNAM. O filme, intitulado The show must go on (O espectáculo deve continuar), mostra os bastidores de um desfile "que não é um desfile" e traz uma última imagem panorâmica da cidade mais charmosa do mundo vista sobre os seus telhados.
 

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.