×
317
Fashion Jobs
CONFIDENCIAL
Supervisor de Operações (m/f) - Sul
Efetivo - CLT · LISBOA
ADIDAS
Buyer (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
o2c Credit And Collections Manager (m /f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
ADIDAS
Senior Data Analyst (m/f) - Direct-tO-Consumer
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Junior Controlling & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Tax Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Designer de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Loures Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Loures
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Alegro Alfragide - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Carnaxide
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Castelo Branco - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Castelo Branco
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Palácio do Gelo - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Viseu
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vasco da Gama - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
ADIDAS
Senior Controlling & Reporting Specialist (m/f) - Temporary
Trainee · PORTO
ADIDAS
Senior Controlling & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Assistant Accountant (m/f) - Direct-tO-Consumer
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Assistant Accountant - Accounts Payable
Efetivo - CLT · Porto
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendor(a) - Porto Norte - 20h H/F H/F
Efetivo - CLT · NORTH BERGEN
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de jan de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Semana da Moda Masculina de Milão: London Calling!

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de jan de 2020

A semana masculina de Milão, que começa esta sexta-feira, 10 de janeiro, na capital da Lombardia, conta com uma colaboração sem precedentes com a sua congénere britânica, a London Fashion Week Men’s. Esta parceria permite-lhe, nomeadamente, integrar no seu calendário o desfile do criador vanguardista londrino Samuel Ross e da sua marca A-Cold-Wall. Além disso, o evento ganha meio dia, terminando na terça-feira (14 de janeiro) em vez de segunda-feira, como habitualmente, com o desfile da Gucci.


A semana milanesa, prestes a começar, aqui com um look da Magliano - CNMI


A principal marca do grupo Kering, que há várias temporadas desfilava a sua linha masculina durante a fashion week feminina, faz o seu regresso à Milano Moda Uomo, bem como a Nº21 e a Salvatore Ferragamo. A estes três nomes podemos crescentar a Iceberg, que regressa a Milão após três temporadas nas passarelas londrinas, bem como os regressos da Miaoran, após a sua deserção na temporada passada, da Prada, após o seu desfile em Xangai em junho, e da MSGM, que escolheu comemorar o seu 10.º aniversário no Pitti Uomo.
 
Regressos felizes para o evento milanês, em queda livre há vários anos, penalizado pela partida de muitas marcas para outros formatos ou destinos e pelas dificuldades das marcas jovens em consolidarem-se num contexto cada vez mais competitivo. A capital da Lombardia está a intensificar os seus esforços para permanecer atrativa e anuncia a apresentação de 77 coleções para o outono-inverno 2020/21, incluindo 27 desfiles oficiais. Mas, não pôde impedir, uma vez mais, uma miríade de deserções.

A começar pela Versace, que desfilará a sua moda masculina durante a semana feminina, assim como Philipp Plein, que também desfilará com a moda feminina em fevereiro. Entre os ausentes estão ainda: Palm Angels, que optou por não desfilar durante semana masculina; Pal Zileri, privada de diretor artístico; United Standard, que optou pelo formato de apresentação; idem para Les Hommes, em fase de transição com uma nova direção; Miguel Vieira, que voltou para Portugal. Outras marcas emergentes também não irão desfilar nesta temporada, como M 1992, EdithMarcel, Youser e a japonesa Bed J.W. Ford.
 
A colaboração com o British Fashion Council (BFC), o órgão representativo da moda britânica, é muito oportuna. Esta confere um novo fôlego a Milão, com o muito aguardado desfile da A-Cold-Wall, na segunda-feira 13. Outra iniciativa, o "London Show Rooms", permitirá descobrir o trabalho de dez designers britânicos emergentes e cinco jovens italianos que frequentam escolas londrinas. Merecem também nota as apresentações em Milão das marcas inglesas Stella McCartney e Alexander McQueen.

"Somos uma excelente plataforma comercial e Londres é mais criativa. Sempre quisemos promover este tipo de aproximação entre as diversidades de cada fashion week. É uma riqueza. É também uma mensagem política bastante forte, em pleno debate sobre o Brexit, para mostrar que queremos que os nossos países continuem a colaborar", sublinha Carlo Capasa, presidente da Camera della moda italiana (CNMI).


A marca chinesa Reshake desfila pela primeira vez em Milão - Reshake Instagram


Juntamente com estes criadores ingleses, nesta temporada as passarelas milanesas acolhem outros três talentos internacionais emergentes: a marca urbana dinamarquesa Han Kjøbenhavn, que deu os  seus primeiros passos em Paris nas últimas temporadas, desfilando fora do calendário; a marca de streetwear de gama alta Reshake, nascida em Xangai em 2013 e propriedade da gigante chinesa de vestuário Mark Fairwhale, que já conta com mais de 130 lojas na China.
 
O terceiro novo nome é JieDa, marca fundada em 2007 por Hiroyuki Fujita, inspirada na cultura street nipónica. Depois de trabalhar durante dez anos na indústria têxtil, o designer lançou em paralelo a empresa multimarca Kikunobu, que conta com três lojas em Tóquio, Osaka e Shimane. Produzida no Japão, a JieDa é distribuída em cerca de quarenta lojas.

Por fim, entre as novas entradas estão Marco De Vincenzo, com a sua nova linha de pronto-a-vestir masculino, lançada em junho passado no Pitti Uomo, e o italiano Fabio Quaranta, que já desfilou em 2013 em Milão no âmbito do salão White. Além disso, não faltarão no programa os grandes nomes do Made in Italy, da Armani à Dolce & Gabbana, passando pela Fendi.

Milão poderá ainda contar com alguns momentos fortes, como o espetáculo de aniversário da DSquared2, que comemora os seus 25 anos na noite de abertura, a 10 de janeiro, no antigo pátio de manobras da Porta Romana, transformado numa gigantesca sala de concertos, a Social Music City.

A não perder também, o show da Ermenegildo Zegna, que liderará a esfera da moda completamente no lado oposto, no norte da cidade, no antigo distrito industrial de La Bovisa, no coração de uma fundição. No domingo, o mesmo distrito é o destino da Sunnei, que virou a sua atenção para os estúdios televisivos. As comemorações de Michael Kors, Brunello Cucinelli e GQ terminarão de animar uma semana que promete ser emocionante.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.