Shapers 4.0: Joalharia em exposição e debate

A AORP - Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal vai promover, a convite do Ministério da Economia, uma exposição e um ciclo de conferências para debater a indústria portuguesa da joalharia, um dos setores económicos com mais rápido crescimento internacional.
 
Foto: Facebook AORP

Patente no Espaço 560 do Ministério da Cultura, em Lisboa, a exposição “Shapers 4.0”, em exibição de 21 de setembro a 19 de outubro, “conta a história de doze artesãos, rostos de um setor em renovação que, preservando a tradição e a arte, projetam a joalharia portuguesa para o futuro”, explica a associação em comunicado. A AORP acrescenta ainda que se tratará de “uma experiência sensorial que transporta o visitante para o ambiente das oficinas tradicionais, através de sensações, sons e interações”.
 
O segundo braço desta iniciativa entre a AORP e o Ministério da Economia é um ciclo de conferências que tem como propósito “debater o futuro de uma indústria moldada pela arte e talento de gerações”. O primeiro debate, presidido pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, tem lugar no primeiro dia da exposição, 21 de setembro, e decorre sob o mesmo tema - “Shapers 4.0”. A conferência inaugural dará a conhecer a história de três das mais antigas oficinas de joalharia portuguesa, “que se souberam reinventar e projetar nos mercados internacionais: Leitão & Irmão, J.Monteiro de Sousa e Topázio.
 
“Craftsmanship na Economia Global” é o tema do segundo debate, que está agendado para 1 de outubro e irá partilhar o exemplo de duas designers de joalharia cujo trabalho foi reconhecido internacionalmente: Liliana Guerreiro (vencedora do prémio “Melhor Peça de Joalharia” na Inhorgenta Munique) e Susana Martins (que fez carreira no Dubai). Ao painel, moderado por Catarina Portas, fundadora das lojas A Vida Portuguesa, junta-se a gestora e investidora Luísa Delgado.
 
O ciclo chega ao fim a 18 de outubro, com o debate “Social & Instagrammables”, durante o qual será debatida “a importância dos novos canais digitais de contacto com o consumidor”. Serão apresentados os exemplos de três marcas que utilizam as redes sociais como meio de conexão e influência: Cinco, Mel Jewel e o projeto Collectiva, que reúne várias designers de joalharia contemporânea.
 
A exposição é de entrada livre e gratuita e abre portas entre as 10h e as 17h. As conferências, que têm início às 17h, são de entrada livre, mas exigem pré-inscrição junto da AORP. 

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

RelojoariaEventos
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER