×
357
Fashion Jobs
MINGA LONDON
Ecommerce Manager
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
MINGA LONDON
Head of Creative Content / Art Director
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
EL CORTE INGLÉS, GRANDES ARMAZÉNS SA
Vendedores de Moda
Efetivo - CLT · LISBOA
RE/MAX COLLECTION, MAXGROUP
Profissional do Setor de Moda (m/f) Com Vertente Comercial
Estágio · LISBOA
BROWNIE
Sales Advisor
Efetivo - CLT · PORTO
BROWNIE
Sales Advisor
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - 8ª Avenida - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · São João da Madeira
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Parque Atlântico - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Ponta Delgada
CONFIDENCIAL
Engenheiro(a) de Qualidade Têxtil - Vestuário
Efetivo - CLT · PORTO
SANDRO PORTUGAL
Concession Manager - Lisboa el Corte Ingles h/m
Efetivo - CLT · LISBOA
LION OF PORCHES
Técnico(a) de Qualidade
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
RALPH LAUREN
Sales Associate (Vendedor Loja)
Efetivo - CLT · Alcochete
SANDRO PORTUGAL
16 Hours Sales Assistant Lisbon h/m
Trainee · LISBOA
MINGA LONDON
Stylist
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
19 de fev de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Shiseido anuncia queda de 19% nas vendas em 2020

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
19 de fev de 2021

A gigante japonesa de cosméticos, Shiseido, registou uma queda de 18,6% nas vendas em 2020 devido à pandemia de COVID-19, o que afetou as operações da empresa, principalmente no mercado interno.


A China foi o único mercado onde a Shiseido viu as suas vendas crescerem em 2020 - Instagram: @shiseido


As vendas líquidas do grupo de cosméticos foram de 920,9 mil milhões de ienes (7,5 mil milhões de euros), em comparação com 1,1 triliões de ienes (8,6 mil milhões de euros) no ano fiscal anterior.

As vendas da empresa caíram 29,7% para 303,0 mil milhões de ienes (2,39 mil milhões de euros) no Japão, onde a recuperação dos efeitos da pandemia do coronavírus tem sido lenta. A Shiseido tem tentado responder às novas necessidades dos consumidores no seu mercado interno, lançando produtos como o MAQuillAGE, um BB Cream à prova de máscaras, bem como o desinfetante para as mãos Ihada e o creme para as mãos Shiseido Ultimune Power Infusing.

As vendas anuais na região das Américas caíram 25,7%, para 91,4 mil milhões de ienes (720 milhões de euros), como consequência do efeito dos confinamentos, bem como do aumento de retalhistas que declararam falência. O e-commerce foi muito positivo na região, liderado pelo crescimento da prestigiada marca de cuidados com a pele Drunk Elephant, que a Shiseido adquiriu no ano passado.

Na Europa, Médio Oriente e África (EMEA), as vendas totalizaram 94,3 mil milhões de ienes (742 milhões de euros), representando uma queda de 20,4%, enquanto na Ásia-Pacífico, onde as vendas totalizaram 59,2 mil milhões de ienes (466 milhões de euros), a diminuição foi de 15,3% em relação ao ano anterior.

A China foi o único país onde a Shiseido apresentou crescimento (+9%), com vendas a totalizarem 235,8 mil milhões de ienes (1,86 mil milhões de euros). Depois de um início de ano difícil devido ao novo coronavírus, as vendas da empresa começaram a recuperar a partir do final de março e registaram um quarto trimestre especialmente forte, em parte graças aos bons resultados obtidos no Dia do Solteiro na China.

O prejuízo líquido foi de 11,7 mil milhões de ienes (92 milhões de euros), abaixo dos 73,6 mil milhões de ienes (580 milhões de euros) em receita líquida obtidos no ano fiscal anterior.

Durante o quarto trimestre, as vendas líquidas da Shiseido totalizaram 267,2 mil milhões de ienes (2,1 mil milhões de euros), uma diminuição de 6,2% em relação ao ano anterior. No entanto, o lucro líquido trimestral foi de 2 mil milhões de ienes, comparado com 1,1 mil milhões de ienes no quarto trimestre de 2019.

Olhando para o futuro, a Shiseido espera retomar o lucro durante o ano fiscal de 2021. A empresa prevê vendas anuais de 1.100 mil milhões de ienes (8,66 mil milhões de euros), mais 19% do que em 2020, e um lucro líquido de 11,5 mil milhões de ienes, mais 23,2%.

Em janeiro, o grupo com sede em Tóquio confirmou que estava em negociações com o fundo de private equity CVC para vender para o fundo o seu negócio de cuidados pessoais, que inclui marcas de champô, gel de banho e marcas de cuidados para a pele distribuídas principalmente na Ásia. Segundo a Bloomberg, o preço da transação poderia situar-se na ordem dos 150-200 mil milhões de ienes (1,18-1,57 mil milhões de euros).

As negociações fazem parte de uma estratégia mais ampla da Shiseido para voltar a concentrar-se em cosméticos premium. O grupo espera tornar-se líder mundial neste segmento até 2030. 
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.