×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
21 de jan. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Showroomprivé encerra atividade no Reino Unido, Alemanha e Polónia

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
21 de jan. de 2019

Foi um dos quatro pontos-chave do Showroomprivé para melhorar a sua rentabilidade. Em dezembro passado, o grupo francês, especializado na venda online de produtos em stock, finalizou o seu aumento de capital de 39,5 milhões de euros. O objetivo era a melhoria da margem produzida, otimizar a sua estrutura de custos, um investimento de onze milhões de euros num depósito mecanizado e, finalmente, uma "racionalização da pegada geográfica do grupo no domínio internacional, dando prioridade às zonas geográficas onde o grupo tem melhores posicionamentos comerciais". O grupo indicou que "também examinará a possibilidade de implementar ações destinadas a reduzir as perdas resultantes das atividades online nos seus países não estratégicos."


Showroomprivé foca-se nos seus mercados mais rentáveis - Page d'accueil du site


Uma componente que já iniciada, sabe a FashionNetwork.com. E o Reino Unido, a Alemanha e a Polónia já não fazem parte dos planos a curto prazo do ShowroomPrivé. De acordo com as nossas informações, as equipas que trabalham nestes mercados serão potencialmente reclassificadas ou acompanhadas para encontrar outra oportunidade profissional nas próximas semanas. O Showroomprivé estreou-se no Reino Unido em 2011, chegando à Polónia em 2013 e à Alemanha em 2014. Apesar dos seus esforços, o site parece nunca ter encontrado a fórmula ideal para estabelecer um negócio rentável neste último mercado. O grupo entrou em bolsa em 2015 e em 2017 anunciou a sua intenção de atingir os mil milhões de euros após a conclusão do seu plano 2018-2020.
 
Por enquanto, o Showroomprivé não se retira dos seus outros mercados e concentra-se, além do mercado francês, em Itália, Espanha, Bélgica e Portugal. No seu primeiro semestre, encerrado a 30 de junho de 2018, o grupo gerou 307 milhões de euros na internet, incluindo quase 54 milhões fora de França. O seu Ebitda era, então, de 3,67 milhões em França, mas acusava uma perda de quase 4,5 milhões no estrangeiro. Ao voltar a focar-se em França, na Bélgica e no sul da Europa, o Showroomprivé orienta-se para as regiões mais rentáveis. Além disso, o aumento de capital validado no final de 2018 deverá permitir-lhe assumir o controlo total do site BeautéPrivé.

Em 2017, o grupo atingiu um volume de negócios de 655 milhões de euros, 111 milhões dos quais realizados internacionalmente.

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.