×
333
Fashion Jobs
ADIDAS
Senior Project Manager - Fulfilment Programs (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply / Fulfillment (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Operations Specialist (M/F/D) - HR Services
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Procurement Manager (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sap sd (Afs & s4/Hana) (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
14 de jun. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

ShowroomPrivé lança universo premium permanente com "Village"

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
14 de jun. de 2022

O portal de eventos de vendas ShowroomPrivé continua a subir de gama. Após a aquisição da The Bradery em abril, a empresa francesa anunciou a 14 de junho o lançamento de "Village", um espaço destinado a reunir uma oferta premium permanente a preços reduzidos. Uma dezena de marcas compõem a oferta de lançamento, incluindo Cos, Rag&Bone, DKNY, Timberland, Paul Smith Junior, Les Néréides e Thomas Sabo. Uma centena de marcas irá entretanto compor o catálogo.


The Village


Com Village, a ShowroomPrivé, uma empresa cotada em bolsa, tem como objetivo propor uma versão digitalizada da experiência oferecida pelos pontos de venda físicos, através de uma oferta dividida em avenidas (homem, mulher, criança, marcas de criadores, lifestyle, acessórios, beleza, casa, etc.). Secções que, juntas, formam a chamada "Village" e irão apresentar as ofertas permanentes das marcas. Tudo com promessa de descontos, mesmo que logicamente menores do que na oferta de escoamento de stocks. As marcas terão à sua disposição ferramentas para criar conteúdos sob medida para a Village, temporária ou permanentemente.
 
“Para as marcas, este espaço dedicado é um canal complementar que lhes permite implantar plenamente os seus universos e reforçar a sua presença junto de um público-alvo”, explica o CEO David Dayan, apontando para a continuidade da estratégia de tornar a oferta mais premium. “Após a aquisição da The Bradery, o lançamento da Village representa uma nova etapa na concretização da nossa ambição: ser a referência do smart shopping, acelerando a digitalização das marcas e promovendo o consumo acessível e sustentável.”

A Village não é a primeira incursão da empresa no modelo de marketplace. Em novembro de 2020, a empresa havia formalizado o seu projeto de marketplace com o objetivo de oferecer às marcas parceiras a oportunidade de aproveitar o tráfego do portal (dois milhões de visitantes diários) para escoar os seus artigos não vendidos, bem como vender as suas coleções atuais.

Esta lógica de espaço dedicado a uma oferta mais premium num site que oferece todos os níveis de gama não é nova. Do Luxury Pavillion da Alibaba à sua concorrente Toplife na JD.com, passando pelas Luxury Stores recentemente lançadas na Europa pela Amazon, as principais plataformas estão a trabalhar para desenvolver soluções mais sofisticadas para marcas que se esforçam para diminuir o seu status de marca acessível.
 

Escassez de fins de stock


 
O primeiro trimestre da Showroomprivé foi marcado por uma contração de 22% no volume de negócios. Uma queda ligada à escassez de fins de stock e às perturbações no aprovisionamento das marcas. Se o final do trimestre foi acompanhado por uma melhor disponibilidade de stocks, o mundo do escoamento de stocks enfrenta a vontade crescente das marcas de evitar artigos não vendidos. Não o suficiente, porém, para causar o desaparecimento dos fins de stock, indica à FashionNetwork David Dayan, para quem as grandes cadeias não conseguirão poupar nas mercadorias prontas para dar resposta aos caprichos da demanda.


The Village


Explica o CEO: "Sabíamos que o primeiro semestre seria difícil. Mas, atualmente encontramos volumes de stock interessantes e regulares, com as cadeias de aprovisionamento a voltarem gradualmente aos seus percursos. Por outro lado, sentimos que a inflação que chega com força terá impacto no poder de compra e, portanto, no consumo das famílias, que têm de lidar com o aumento dos custos da energia e tudo o resto. Neste contexto, dizemos a nós próprios que o nosso negócio de escoamento de stocks nos permite apresentar grandes marcas a bons preços num período em que os consumidores vão querer saciar-se tendo em atenção o seu poder de compra. Mas, continuamos atentos no segundo semestre, porque não sabemos como o consumo se vai orientar. Pode ser difícil se a inflação continuar.”
 
Em 2021, a ShowroomPrivé viu a sua faturação aumentar 3,8%, para 723,8 milhões de euros, enquanto o seu volume de negócios foi de 922 milhões de euros (+3,1%). O EBITDA reforçou-se para 48,2 milhões de euros, contra 42 milhões no exercício de 2020. Num ano de crise, a empresa "regressou ao verde", com uma aceleração de 13,3% da faturação, já que os confinamentos impulsionaram as vendas online.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.