×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de abr. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Skechers: lucros duplicam graças a vendas recorde

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de abr. de 2021

A marca americana de calçado Skechers USA, Inc. registou um lucro líquido de 98,6 milhões de dólares (81,75 milhões de euros) no primeiro trimestre de 2021. Este valor, divulgado na quinta-feira, representa um aumento de 100,8% em comparação com os 49,1 milhões de dólares (40,71 milhões de euros) do mesmo período do ano anterior. Segundo o grupo, este excelente desempenho deve-se às vendas descritas como "recorde" durante este período. Os lucros líquidos diluídos por ação ascenderam a 0,63 dólares (0,52 euros), contra 0,32 dólares (0,27 euros) no primeiro trimestre de 2020.


A Skechers registou um crescimento particularmente forte no seu canal wholesaleinternacional - Instagram: @skechers

 
No primeiro trimestre, encerrado a 31 de março de 2021, as vendas líquidas da empresa atingiram 1,43 mil milhões de dólares (1,19 mil milhões de euros), em comparação com 1,24 mil milhões de dólares (1,03 mil milhões de euros) no primeiro trimestre de 2020. O aumento é de 15% de um ano para o outro.
 
De acordo com David Weinberg, diretor de operações (COO) da Skechers, a empresa viu a sua receita aumentar 20,2% no estrangeiro e 8,5% no seu mercado interno no primeiro trimestre, em comparação com os resultados do primeiro trimestre de 2020. Este crescimento foi nomeadamente impulsionado por um aumento de 23,8% nas suas vendas por atacado no estrangeiro, graças ao crescimento de três dígitos neste canal na China. A venda direta subiu 18,1%, enquanto o e-commerce no território nacional da marca saltou 143%. Nos Estados Unidos, por outro lado, as vendas por atacado da empresa caíram 0,9% devido ao atraso nas entregas durante o trimestre.

"O novo recorde de vendas da Skechers no primeiro trimestre é um desempenho notável, especialmente considerando as medidas de confinamento que ainda afetam muitos mercados importantes, incluindo alguns na Europa", declarou o CEO da Skechers, Robert Greenberg, em comunicado.
 
“O nosso crescimento significativo é o resultado da demanda contínua por produtos Skechers. Os consumidores exigem calçado confortável e de qualidade, e caminhar é uma das atividades mais populares durante a pandemia de Covid-19. Com a chegada de um clima mais ameno e o aumento das taxas de vacinação, o número de visitantes nas nossas lojas a retalho começa a aumentar e o nosso canal digital continua a ser um forte impulsionador de crescimento.”

A Skechers espera fechar o ano de 2021 com vendas entre 5,8 e 5,9 mil milhões de dólares (4,81 e 4,89 mil milhões de euros), o equivalente a um lucro diluído por ação entre 1, 80 e 2,00 dólares (1,49 e 1,66 euros). Para o segundo trimestre, a empresa espera situar o seu lucro diluído por ação entre 0,40 e 0,50 dólares (0,33 e 0,41 euros), com receitas entre 1,45 e 1,50 mil milhões de dólares (1,20 e 1,24 mil milhões de euros).
 
A Skechers conta atualmente com 3891 lojas, incluindo 523 no seu mercado doméstico, 331 no estrangeiro, 467 em joint-venture e 2570 operadas por distribuidores, parceiros licenciados e franchisados.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.