×
581
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Editor de Imagem (m/f)
Efetivo · PORTO
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Services Specialist Gbs - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Marketplace Business Developer
Efetivo · Alicante
BIJOU BRIGITTE MODISCHE ACCESSOIRES AG
International Expansion Manager Spain/Portugal
Efetivo · LISBOA
TIFFOSI
Comprador Denim (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct-tO-Consumer Ecommerce (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
UK HR Specialist (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bW-Ip/Fico (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - Non-Trade Procurement
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo/Ibp (Snp/Supply) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Junior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de set. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

SMCP: a opção privilegiada dos credores

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de set. de 2021

O passado dia 21 de setembro poderia ter ficado registado na história do grupo SMCP. De facto, foi na terça-feira (21) que o proprietário da empresa-mãe da Sandro, Maje, Claudie Pierlot e De Fursac, a European Topsoho com sede no Luxemburgo, controlada pelo gigante chinês Shandong Ruyi, deve reembolsar 250 milhões de euros de obrigações emitidas em 2018.


Maje


Só que, salvo algumas surpresas, o gigante têxtil chinês está em grandes dificuldades financeiras e não deve ser capaz de honrar o seu compromisso. Neste contexto, os seus credores (Anchorage Capital, Carlyle Group, a estrutura francesa Boussard & Gavaudan e o gigante americano de gestão de ctivos Blackrock), poderão reclamar 35% das ações, nos termos do acordo assinado há três anos. Poderiam mesmo aplicar uma cláusula que lhes permitiria obter 53% das ações da SMCP, ou seja, todo o capital detido pela European Topsoho.
 
No entanto, de acordo com uma fonte próxima, ouvida pelo site FashionNetwork.com: "A dívida pode ser reembolsada até amanhã. Depois há um período de carência de cinco dias. E, depois disso, os credores podem exigir os títulos e um liquidatário será nomeado pela Topsoho. Mas os credores só querem ser reembolsados". Especialmente porque a SMCP é uma empresa cotada, cujos 40% do capital estão cotados na Bolsa de Valores de Paris na Euronext. O grupo está, portanto, sujeito à lei da bolsa, o que implica certas subtilezas.

"É preciso ter em conta que os obrigacionistas (credores, ed) são apenas financeiros e não têm vocação para permanecerem acionistas", confirma Fabrice Rémon, que com a estrutura de governação na semana passada enviou uma carta à direção da SMCP, liderada por Isabelle Guichot, pedindo que os interesses de todos os acionistas, e não apenas da atual maioria, fossem tidos em conta. "Para obter 53% do capital, será necessário tomar medidas legais, uma vez que inicialmente só têm 35% de cobertura. Por outro lado, se um grupo de acionistas relacionados começar a deter mais de 30% de uma empresa, devem lançar obrigatoriamente uma oferta pública de aquisição".
 
Os credores não parecem inclinados a empreender uma tal operação. De acordo com as nossas informações, até prefeririam uma venda direta das suas ações mesmo antes de poderem lançar uma oferta pública de aquisição.
 
"O recetor da Topsoho terá 53% da SMCP nas suas mãos", continua a nossa fonte. "Dos bens que serão vendidos para reduzir a dívida da Topsoho. Assim, os credores receberão o seu reembolso. E, ao mesmo tempo, iniciarão uma operação de venda de obrigações".
 
Embora Shandong Ruyi, que tem vários membros no conselho de administração da SMCP (incluindo o seu presidente Yafu Qiu), possa procurar manter o controlo do grupo durante algum tempo, parece, portanto, que a SMCP está prestes a mudar de mãos, embora ainda não se saiba quando, como uma revisão do ativo e negociações entre credores e devedores terão lugar nas próximas semanas.
 
Contudo, de acordo com as nossas fontes, a situação não deve ter um impacto direto no perímetro do grupo e dos seus negócios. Resta saber quem serão os futuros proprietários da empresa.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.