×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
5 de jan de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

SMCP recruta Patricia Huyghues Despointes como diretora administrativa e financeira

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
5 de jan de 2021

Como presidente e CEO da SMCP, Daniel Lalonde acaba de completar o seu comité executivo. O canadiano recrutou a antiga diretora financeira da Givenchy, Patricia Huyghues Despointes, que assume a direção financeira do grupo, vaga desde a saída de Philippe Gautier em outubro passado. Este ingressou, desde então, no grupo Selecta, especialista na distribuição de café. Há algumas semanas, a empresa matriz das marcas Sandro, Maje, Claudie Pierlot e De Fursac anunciou a chegada de Olivier Malvezin como diretor de operações e transformação digital.


Patricia Huyghues Despointes, nova diretora administrativa e financeira da SMCP - DR


Patricia Huyghues Despointes, de 44 anos, é formada pela HEC, pela Sciences Po Paris e titular de um DESCF (diploma de estudos superiores em contabilidade e finanças). Após ter começado na empresa de auditoria e consultoria Ernst & Young, Despointes evoluiu ao longo dos últimos quinze anos no grupo LVMH, na área de organização e controlo financeiro.
 
Nos últimos quatro anos, dirigiu o ramo financeiro da Givenchy, que tem, desde abril passado, um novo CEO: Renaud de Lesquen. Na SMCP, a dirigente poderá dar uso à sua experiência adquirida na número um mundial do luxo.

Num comunicado de imprensa divulgado a 5 de janeiro, Daniel Lalonde comentou: “Estou muito feliz por receber Patricia no comité executivo como diretora administrativa e financeira. No decorrer da sua longa experiência, liderou equipas de departamentos financeiros, contribuindo para o sucesso de muitas marcas de moda e luxo. O seu excelente conhecimento do ambiente e a sua experiência financeira são os principais ativos que contribuirão para o sucesso do grupo à medida que entramos num novo capítulo na nossa história."

As linhas principais deste novo capítulo foram amplamente definidas no plano a cinco anos da gigante francesa do luxo acessível. No seio da empresa francesa, que tem como principal acionista o grupo chinês Shandong Ruyi, que atravessa há vários meses dificuldades financeiras, nomeadamente para refinanciar a sua dívida, é lançado à nova diretora financeira o desafio de apoiar a internacionalização e o fortalecimento do grupo

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.