×

ST Dupont permanece deficitária no primeiro semestre

Publicado em
today 13 de dez de 2017
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A fabricante francesa de acessórios de luxo ST Dupont manteve-se no vermelho no primeiro semestre, com uma perda líquida e de vendas, sobretudo devido ao mercado chinês, de acordo com um comunicado divulgado na terça-feira.  



Nos primeiros seis meses do seu exercício terminado no final de setembro, o grupo reportou uma perda líquida de 2,6 milhões de euros, contra 2,5 milhões de euros no ano anterior.
 
O resultado operacional chegou a -1,7 milhões de euros, “uma redução de 0,3 milhões de euros” no espaço de um ano.

O volume de negócios semestral da ST Dupont, conhecida principalmente pelos seus isqueiros e canetas, caiu, por seu lado, 19,3% para 25,1 milhões de euros (-18,2% em dados orgânicos).
 
As vendas foram afetadas principalmente pela “mudança no modo de distribuição na China”, que ocorreu em junho de 2016. Além disso, o grupo explica ter sofrido “com uma taxa de câmbio desfavorável de -1,1%, principalmente relacionada com a evolução das moedas asiáticas”.
 
Na Europa, excluindo França, “a força de Itália e de Espanha não compensa completamente o atraso registado na Alemanha em comparação com o ano anterior”.
 
A França, apesar do “bom desempenho” das vendas online, foi parcialmente afetada “por uma mudança nas encomendas de brindes empresariais” 
 
No entanto, “estes contratempos foram parcialmente compensados por um aumento de 15% em revendedores e distribuidores”, impulsionado principalmente “pelo desempenho alcançado na Coreia, Rússia e Médio Oriente”, acrescentou o grupo.
 
Por segmentos de negócio, isqueiros e canetas caíram 11,2%, enquanto as vendas de artigos de couro, acessórios e prêt-à-porter caíram 30% devido à adoção de um novo método de distribuição na China, adiantou a ST Dupont.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.