×
Por
Stylo Urbano
Publicado em
18 de out. de 2016
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Startup de moda coneta estilistas ocidentais aos consumidores chineses

Por
Stylo Urbano
Publicado em
18 de out. de 2016

Existem mais de 200 milhões de jovens da geração Y na China, sendo muitos oriundos da crescente classe média. E, ao contrário de gerações passadas, que adoram consumir contrafações de moda, a geração do milénio chinesa está a buscar artigos de moda exclusivos do Ocidente para se destacar na multidão. 

 
De acordo com a empresa de consultoria empresarial McKinsey, em 2022 a classe média na China será responsável por 54% dos domicílios urbanos, isso significa muito dinheiro disponível para a compra de bens de luxo.
 
Hoje, o maior mercado de luxo do mundo é a China, mas os jovens da década de 1990 estão a ficar fartos da superexposição de Louis Vuitton e de outras grifes de luxo. Capitalizando sobre esta tendência, a 'startup' de moda israelita Out Of X desenvolveu uma aplicação de financiamento coletivo de moda, que dá aos jovens chineses acesso a roupas e acessórios originais criados por estilistas e designers ocidentais e, ao mesmo tempo, ajuda esses profissionais independentes a ter sucesso.

Como o Out Of X funciona?
 
Os designers enviam fotos das suas peças para a plataforma da Out Of X, especificando o preço para começar a receber as pré-encomendas. Quando recebem encomendas suficientes para financiar a produção das peças, os estilistas iniciam a produção. A maioria dos itens vendidos no Out Of X vão de 100 a 500 dólares.
 
Mantendo-se fiel ao desejo dos jovens chineses de exclusividade e individualidade, todos os produtos disponibilizados na plataforma são de edição limitada. Cada item conta com uma tiragem mínima de 10 e, no máximo, de 200 peças produzidas, daí a origem do nome da plataforma 'Out of X'.
 
Fundada por Shany Elkin, Nir Laznik e Roee Lahav no início de 2015, a empresa de 10 funcionários administra milhares de ofertas de moda, atingindo quase 4 milhões de consumidores por mês. A ideia para a plataforma veio quando Nir Lahav sugeriu a Shany Elkin iniciar uma campanha no Kickstarter como maneira de financiar sua boutique em linha.
 
Ela viu a plataforma como imprópria para moda e decidiu criar uma aplicação de financiamento coletivo especificamente para 'fashionistas'. No início, a 'startup' começou seu projeto atendendo aos consumidores da Europa e EUA, mas depois mudou o foco para os consumidores chineses da geração Y.
 
A política do filho único da China (relaxada em 2013) criou uma geração de jovens com renda disponível para gastar consigo. Os criadores da plataforma acreditam que esta geração de consumidores chineses é mais propensa a confiar nas marcas ocidentais, devido à prevalência de contrafações de baixa qualidade de grifes de luxo europeias e americanas na China. Eles buscam a moda autoral de jovens estilistas ocidentais.
 
A ponte que liga os estilistas ocidentais aos consumidores chineses
 
Com um mercado tão grande para explorar, os fundadores do Out Of X foram selecionados para participar do 'The Next Unicorn', uma emissão televisiva chinesa inspirada na versão americana 'Shark Tank', onde jovens empresários têm a ocasião de apresentar suas empresas e conseguir financiamento.
 
A 'startup' também foi convidada para participar no Chinaccelerator, uma emissão de financiamento de 90 dias que permite à empresa ganhar uma posição na China e se tornar uma importante "ponte de ligação entre estilistas ocidentais e consumidores chineses". 
 
Com curadores em Nova Iorque e Londres, a equipa do Out Of X recruta jovens estilistas através das escolas e concursos de moda e indicação de "influenciadores da moda". Segundo a empresa, esta é uma grande ocasião para os estilistas relativamente anónimos ganharem visibilidade no mercado chinês em expansão.

Copyright © 2022 Stylo Urbano. Todos os direitos reservados.