Stella McCartney e Kering encerram joint-venture

Apesar de a Kering negar insistentemente o fim da sua colaboração com a Stella McCartney nas últimas semanas, as marcas formalizaram na quarta-feira (28) o encerramento.


Stella McCartney diz adeus à Kering - DR

A 28 de março, as duas partes formalizaram um acordo sobre a venda da participação de 50% do grupo na Stella McCartney à fundadora da marca. A estilista britânica tornar-se-á a única proprietária da sua marca, segundo comunicado. Não foram fornecidos detalhes sobre a transação, nem os valores ou o financiamento, mas o processo de transição pode levar vários meses.

"É hora de assumir o controlo total da empresa batizada com o meu nome. Esta oportunidade é uma decisão patrimonial muito importante para mim", explicou Stella McCartney. "Sou muito grata a François-Henri Pinault e à sua família, e a todos os funcionários do Grupo Kering por tudo o que construímos juntos nos últimos 17 anos. Estou ansiosa para iniciar este novo capítulo da minha vida e entrar no futuro com esta marca e a nossa equipa”.

A marca britânica, criada em outubro de 2001 através de uma joint-venture com a Kering, cresceu ao longo dos anos, e conta hoje com 51 lojas espalhadas pelo mundo, e presença em 77 países através de 863 multimarcas. Os seus resultados não são divulgados, mas o volume de negócios da marca é estimado em 150-200 milhões de euros.

Conhecida desde o início pela sua abordagem eco-sustentável, a marca enriqueceu a sua oferta com o passar do tempo e passou a produzir, além do prêt-à-porter feminino, acessórios, uma linha masculina, uma linha de moda praia, perfumes e óculos (fabricados e distribuídos pela Kering Eyewear).

De qualquer forma, a relação com o grupo de François-Henri Pinault não será totalmente cortada. A Kering informou que Stella McCartney permanecerá no conselho da Fundação Kering, que luta contra a violência contra as mulheres. Na vanguarda do gigante do luxo em questões éticas e ambientais, Stella McCartney continuará a colaborar com a Kering nestes tópicos.

"A Kering é um grupo de luxo que dá às mentes criativas o poder de se desenvolverem e permite que ideias inovadoras se tornem realidade", disse François-Henri Pinault. "Estou extremamente orgulhoso do que a Kering e Stella McCartney conquistaram juntos desde 2001. Gostaria de agradecer a Stella e à sua equipa por tudo o que fizeram pela Kering, que vai muito além do aspecto económico. Stella sabe que poderá contar sempre com a minha amizade e apoio.”

A marca Stella McCartney também colaborou com muitas marcas, em especial com a alemã Adidas durante mais de dez anos, com a qual lançou uma linha fitness há dois anos.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER