×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
17 de dez de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

StockX encerra ronda de financiamento de 275 milhões de dólares

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
17 de dez de 2020

Praticamente desconhecida desde há três anos, a StockX tornou-se um ator chave na distribuição de sapatilhas em 2020 e tem agora planos de expansão para além do seu segmento de especialidade. A plataforma digital tem colhido benefícios reais das mudanças no comportamento dos consumidores relacionadas com as restrições impostas durante a pandemia de COVID-19. A empresa reportou um volume de negócios de mais de 3 mil milhões de dólares (mais de 2,4 mil milhões de euros) no último trimestre e um aumento de 75% nas suas receitas, que totalizaram mais de 100 milhões de dólares (mais de 82 milhões de euros). Liderada por Scott Cutler, a plataforma também anunciou que tinha visto um aumento de 50% nas transações no período, bem como 25 milhões de visitantes por mês.


O modelo da StockX é inspirado na bolsa de valores - Capture d'écran StockX


Graças a este impulso e a perspetivas económicas mais amplas para os próximos anos, que parecem promissoras para as empresas digitais, a StockX atraiu inevitavelmente a atenção dos investidores. Encerrada a 16 de dezembro, uma nova ronda de financiamento deverá permitir à plataforma de revenda de sapatilhas acelerar o seu desenvolvimento internacional e expandir a oferta para incluir novas categorias de produtos. Para atingir estes objetivos, a StockX recebeu 275 milhões de dólares (225,8 milhões de euros) do fundo de cobertura Tiger Global Management, especializado no apoio a negócios de comércio eletrónico.

No passado, a empresa financiou empresas como a Amazon, Netflix, Salesforce, Shopify, Spotify e Uber. A Altimeter Capital, Sands Capital, e Whale Rock Capital Management também participaram na ronda de financiamento da StockX's Series E de Detroit, com sede em Michigan.

Fundada em 2016, a StockX encerrou uma ronda de financiamento da Série C de $110 milhões (90,32 milhões de euros) em meados de 2019. Esta operação avaliou a plataforma de revenda centrada no sneakerhead em mais de mil milhões de dólares (821,15 milhões de euros). Com um modelo inspirado na bolsa de valores, permitindo aos utilizadores identificar o preço certo para os produtos que estão à venda, a plataforma interage claramente com os investidores, mas ganhou popularidade sobretudo com uma faixa de jovens consumidores.

De acordo com a empresa, após a sua última ronda de financiamento de 275 milhões de dólares (225,81 milhões de euros), está avaliada em 2,8 mil milhões de dólares (2,29 mil milhões de euros). Isto faz da plataforma uma séria rival para um certo número de negociantes de sapatilhas de topo e de roupa de rua. Em comparação, a VF Corp anunciou recentemente a sua aquisição da Supreme por 2,1 mil milhões de dólares (1,72 mil milhões de euros), enquanto a Foot Locker está atualmente avaliada em 4,4 mil milhões de dólares (3,61 mil milhões de euros) na Bolsa de Valores de Nova Iorque.


A StockX está a diversificar a sua oferta - StockX


Um crescimento tão rápido num período de tempo tão curto, numa empresa fundada há menos de cinco anos, poderia dar origem a receios sobre uma possível bolha. Mas os gestores da StockX, que emprega mais de 1.000 pessoas em 13 locais, estão ansiosos por afastar estas preocupações. O desenvolvimento internacional da plataforma, que é apoiado por instalações de certificação de produtos em todos os continentes, incluindo locais recentemente abertos em Hong Kong e Toronto, e que levou a um aumento de 260% nas vendas da empresa fora dos EUA no terceiro trimestre, deverá ajudar a fornecer uma garantia "física" para o seu modelo.

Além disso, embora a StockX tenha sido criada tendo em mente o mundo dos sneakers, a plataforma avançou rapidamente para a diversificação. Tendo-se anteriormente expandido para vestuário, acessórios e artigos de coleção, a empresa acrescentou recentemente a eletrónica (incluindo consolas de jogos) à sua oferta. E com o lançamento da última geração de consolas ao longo dos últimos meses, a categoria já se tornou a segunda maior da empresa. Parece que a ambição da StockX não é, portanto, tornar-se um gigante na indústria de sapatilhas, mas sim testar os limites do seu modelo em outros segmentos. E graças ao talento de marketing dos seus executivos, é provável que os investidores continuem a fazer fila para a sua fatia da ação.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.