Swarovski Manufaktur finalmente abre portas na Áustria

A Swarovski abriu (finalmente) as portas aos curiosos. O fornecedor mais importante de cristais para a indústria da moda tem a reputação de manter os seus segredos com muito zelo. Como os venezianos renascentistas, que não permitiam que os artesãos saíssem de Veneza sob pena de morte, caso revelassem o segredo da produção de espelhos, da qual a região detinha o monopólio. Em quase um século e meio, a Swarovski quase nunca permitiu que qualquer representante da imprensa entrasse na sua famosa fábrica nos Alpes, em Wattens, na Áustria.


Foto: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny - Photo: FashionNetwork.com/ Godfrey Deeny

Mas, as coisas mudaram. Num dia chuvoso de outono, na tarde de quarta-feira, Markus Langes-Swarovski e Nadja Swarovski receberam vários jornalistas no seu novo estúdio de design Manufaktur e numa série de espaços para eventos contendo acessórios e looks icónicos de moda. De uma magnífica peça xadrez de 1999, criada por Alexander McQueen com deslumbrantes cristais dourados, a um vestido “Vogue" de Gianni Versace com acabamentos em relevo, ou um vestido melindrosa de Giorgio Armani, tecido com motivos em Argyle em cristal, e até uma túnica brilhante retro-futurista em malha de aço inoxidável com pingentes de âmbar, cortesia de Paco Rabanne.

“Hoje seria o aniversário do nosso fundador Daniel Swarovski. Teria 156 anos e sempre acreditou na mudança e na inovação, que são a razão pela qual estamos todos aqui hoje”, disse o seu bisneto Markus Langes-Swarovski de um púlpito na Swarovski Manufaktur. 

Daniel, um cortador de vidro nascido em 1862, patenteou uma máquina de corte de vidro e fundou uma empresa de fabrico de cristais em Wattens usando energia hidroelétrica local. Hoje, as suas divisões empregam cerca de 27 mil pessoas em todo o mundo e contam com uma faturação anual de pouco menos de 3 mil milhões de euros.


Foto: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny - Photo: FashionNetwork.com/ Godfrey Deeny

O evento também revelou vários novos colaboradores importantes que a empresa austríaca trouxe a bordo, como Giovanna Battaglia Engelbert, famosa estilista e influenciadora de moda italiana, que se tornou diretora criativa da Swarovski Profissional, responsável por gerir as relações com as principais marcas de moda, entre outras, Battaglia Engelbert criou vários espaços espetaculares, incluindo uma série de prateleiras sinuosas, cheias ideias contemporâneas criativas com cristais, vistas em punhos de camisas masculinas, em pequenas almofadas de alfinetes, em insetos de cristais e saltos cobertos de pérolas.

Estas criações estavam ao lado de uma série de criações recentes de designers conhecidos: a mais memorável é um batom de cristal de seis polegadas de altura que revelou ser uma grande clutch de Judith Leiber.

"O arquivo da Swarovski é fascinante, assim como todas as parcerias extraordinárias que desenvolvem e as incríveis marcas que vêm aqui e criam ideias com a empresa. Era isto que eu queria capturar. Fui e voltei de Wattens para Nova Iorque durante o ano inteiro, ainda que recentemente um pouco menos", disse Giovanna Battaglia, sorrindo enquanto acenava com a cabeça em direção à sua barriga. A italiana está grávida do seu primeiro filho, previsto para nascer em janeiro de 2019.


Foto: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny - Photo: FashionNetwork.com/ Godfrey Deeny

Os visitantes também puderam assistir a um “cabinet de curiosités” criado pelo artista e cenógrafo Simon Costin, um pote de ideias brilhantes, muitas delas ligadas ao cinema. Da roupa gótica intrincada usada por Nicole Kidman em Moulin Rouge, ao fantástico vestido branco de diamantes que ficou famoso ao ser usado por Shirley Bassey quando esta cantou Diamonds Are Forever, a banda sonora do filme de James Bond de 1971.

Como prova da história da família, a parede da entrada mostra cópias exatas em vidro das mãos de todos os 25 Swarovski que foram líderes da empresa - cada uma contida em recipientes de compensado claro, que é o lema do prédio.

Markus Langes-Swarovski também introduziu uma nova parceira criativa, Julia Körner, uma brilhante arquiteta austríaca e especialista em impressão 3D, que trabalhou com Iris Van Herpen e colaborou com a figurinista Ruth E. Carter na criação da coroa 3D impressa e no vestido de um ombro usado pela Rainha Ramonda, personagem interpretada por Angela Bassett em Black Panther.


Foto: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny - Photo: FashionNetwork.com/ Godfrey Deeny

"O nosso objetivo é pensar fora da caixa. É disso que a Swarovski e a impressão 3D tratam. Ambas oferecem infinitas possibilidades”, disse Körner, citando o fundador Daniel: " O desenvolvimento nunca para. Inovações num campo levam inevitavelmente a inovações noutros".
 
Um facto muito verdadeiro em Mitteleuropa. Basta pensar que Körner estava a apenas 20 metros do último carro-conceito BMW Série 8, cujo painel e manete de mudanças foram feitos com cristais Swarovski.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - DiversosLuxo - DiversosCriação
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER