×

Swarovski vai cortar mais mil empregos

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
24 de jul de 2020
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Swarovski, a centenária empresa austríaca especializada em cristais, anunciou que cortará mais 1.000 empregos nas suas instalações, no oeste de Tirol, a partir do final setembro, devido à crescente pressão competitiva e à pandemia de COVID-19.


Sparkle Bar na boutique Swarovski em Milão - Swarovski


No final de junho, a fabricante de cristais despediu 600 funcionários em todo o mundo, 200 na sua sede estabelecida em Wattens, perto de Innsbruck, devido à queda na demanda nos EUA e na Ásia. O CEO e presidente do conselho da empresa, Robert Buchbauer, descreveu essa decisão como "dolorosa, mas absolutamente necessária".

Em 2019, a Swarovski gerou uma receita de 2,7 biliões de euros. O grupo tem 34.500 funcionários em todo o mundo e fabrica jóias na Áustria, Índia, Tailândia, Vietname, Sérvia e EUA. Os produtos Swarovski são vendidos em 170 países.

A empresa foi fundada em 1895 por Daniel Swarovski, que inventou uma máquina industrial de corte de cristal.
 

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.