×
580
Fashion Jobs
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Services Specialist Gbs - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Marketplace Business Developer
Efetivo · Alicante
BIJOU BRIGITTE MODISCHE ACCESSOIRES AG
International Expansion Manager Spain/Portugal
Efetivo · LISBOA
TIFFOSI
Comprador Denim (m/f)
Efetivo · Porto
L.D.C.
Responsable Développement/Production
Efetivo · PORTO
FARFETCH
Menswear Styling Editor
Efetivo · GUIMARÃES
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct-tO-Consumer Ecommerce (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
UK HR Specialist (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bW-Ip/Fico (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - Non-Trade Procurement
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo/Ibp (Snp/Supply) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Junior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de fev. de 2019
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Swatch: volume de negócios trimestral sobe 5,7% e China desacelera

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
1 de fev. de 2019

O Swatch Group informou na quinta-feira (31) que registou uma desaceleração na sua atividade nos últimos três meses de 2018 devido a uma contração na demanda da Ásia e a vendas "muito fracas" em França, que geraram resultados anuais menores do que o esperado e uma queda acentuada no preço das ações na Bolsa de Valores de Zurique.


A Swatch está preocupada com a desaceleração na China - Reuters


Os relojoeiros suíços têm vindo a enfrentar vendas mais fracas devido à menor demanda dos turistas chineses, os seus principais clientes, com a desvalorização do yuan e as tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos. As ações da Swatch caíram cerca de 40% no segundo semestre de 2018.

Em França, o final do ano passado foi marcado pelos protestos dos "coletes amarelos", que resultou no fecho de empresas, especialmente em Paris, nos últimos sábados que precederam as festas de fim de ano.

"(Na Ásia), houve uma queda na demanda durante os últimos três meses do ano, especialmente nas vendas de atacado", informou a Swatch.

Para Rogerio Fujimori, analista da RBC Capital Markets, o desempenho negativo da Swatch durante a temporada de festas contrasta com o crescimento orgânico de +7% da divisão de relógios e joias da LVMH, empresa líder mundial em artigos de luxo, e de +5% da sua rival Richemont.

A Swatch, proprietária das marcas Tissot, Omega e Breguet, acredita, no entanto, que poderá recuperar este ano, apesar da difícil base de comparação no primeiro semestre, depois de observar um "crescimento sólido" da sua atividade em janeiro, que os analistas atribuem ao Ano Novo chinês.

"A posição dominante (...) na China será uma oportunidade única para o grupo em 2019, embora a persistência da turbulência nos mercados continue a ser um elemento disruptivo", disse a Swatch.

Dividendo menor que o esperado

A faturação aumentou 5,7% a taxas de câmbio constantes em 2018, para 8,48 mil milhões de francos suíços (7,42 mil milhões de euros), enquanto os analistas consultados pela Reuters previam 8,65 mil milhões.

O lucro líquido também ficou abaixo do esperado, embora tenha subido 14,8%, para 867 milhões de francos suíços, em comparação com os 952 milhões de francos suíços previstos, o que levará o grupo suíço a propor um dividendo menor que o esperado, de 8 francos suíços por ação.

"Claramente dececionante. O crescimento das vendas orgânicas e a margem caíram no segundo semestre do ano", disse Jon Cox, analista da Kepler Cheuvreux.

Para Rene Weber, da Vontobel, os problemas encontrados nos canais de distribuição das marcas Omega e Longines dão apenas uma explicação parcial para a tendência negativa nas vendas e margem. Com isso, o analista irá diminuir as suas estimativas em mais de 10%.

A Swatch não mencionou os resultados das suas marcas high end Breguet e Jaquet Droz nem a demanda pela Tissot, que enfrenta a concorrência dos relógios conectados. A empresa suíça adiou para o final do ano o lançamento de um relógio conectado Tissot com o seu próprio sistema operativo.

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.