×
563
Fashion Jobs
ADIDAS
Manager HR Learning & Development Gbs Porto (m/f)
Efetivo · Porto
FOREO
Marketing Manager
Efetivo · Lisbon
FARFETCH
Menswear Styling Editor
Efetivo · GUIMARÃES
ADIDAS
HR Specialist Gbs - Offboarding (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist HR Specialist Gbs Operations - General Admin (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Associate HR Specialist (M/F/D) - Gbs Operations - Benefits
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist (M/F/D) - Gbs Operations - German Speaker - Bik
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner_sport Zone(m/f)
Efetivo · Maia
JD SPORT
Footwear Buyer
Efetivo · Alicante
CH CAROLINA HERRERA
Area Manager
Efetivo · LISBOA
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/Bw-Ip/Fico (m/f) 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer - French Speaker
Efetivo · Porto
ADIDAS
Technology Consultant - Retail sd/mm (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Quality Manager - Oportunidade de Trabalhar o Produto Para Atingir Uma Qualidade de Excelência
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
JD SPORT
Demand Planner_Sport Zone(m/f)
Efetivo · Maia
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Braga
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de nov. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Tod's cresce em nove meses graças à China e aos Estados Unidos

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de nov. de 2021

A Tod's tem vindo a ganhar terreno neste final de ano. O grupo de luxo italiano registou um aumento de 37,6% no seu volume de negócios em nove meses, para 622,6 milhões de euros. No entanto, o valor fica 6,7% abaixo do registado no mesmo período de 2019, antes da pandemia. Por outro lado, as vendas do terceiro trimestre, com crescimento de 14,6% para 224,3 milhões, são "superiores às do terceiro trimestre de 2019", registando nomeadamente um crescimento de dois dígitos no segmento de "artigos de couro e acessórios".

A Roger Vivier tornou-se na segunda maior marca do grupo, a seguir à Tod's - rogervivier.com


O CEO Diego Della Valle sublinha em comunicado: "Os resultados do terceiro trimestre confirmam a tendência de melhoria que começámos a ver há algum tempo. O mercado chinês está a crescer e continua a oferecer-nos excelentes resultados e, graças aos clientes locais de cada país, estamos a colher um bom resultado também no resto do mundo. O crescimento é particularmente importante no canal e-commerce, que está a dar excelentes resultados, graças aos investimentos realizados.”
 
A Grande China, primeiro mercado da Tod’s, representando um bom terço de todas as suas receitas, saltou 79,5% para 224 milhões de euros entre janeiro e setembro de 2021 (+45,4% face a 2019), com “uma desaceleração gradual no final do ano”. No terceiro trimestre, as vendas na Ásia também diminuíram devido ao Japão, observa a empresa.

Nos Estados Unidos, onde o grupo ainda pesa pouco, com 41,4 milhões de euros em nove meses, as vendas subiram 60,1%, caindo 13,1% em relação ao mesmo período pré-Covid dois anos antes, embora tomando a mesma comparação estas superem no terceiro trimestre o nível de 2019. Em Itália, o segundo mercado mais importante, com um volume de negócios de 151,4 milhões de euros em nove meses, as vendas cresceram 22,2% em relação a 2020 quando a maioria das lojas estiveram fechadas, mas caíram 22,5% em relação a 2019. Na Europa, também aumentaram 10,5%, caindo em relação a 2019 (-28%).

O volume de negócios do canal de venda direta, que representa 72% das receitas do grupo, aumentou significativamente no período: +47,1% em 2020 (-2,5% em 2019). A Tod's somava a 30 de setembro 312 lojas próprias e 96 em regime franchise. O canal de venda por atacado, por seu lado, confirma “a sua redução fisiológica a nível mundial, particularmente visível nos mercados europeus”.
 
A Roger Vivier, agora a segunda maior marca do grupo, com um volume de negócios de 161,4 milhões de euros ao longo de nove meses, registou os melhores desempenhos do período (+51,4% face a 2020 e +14,2% face a 2019), seguida pela Tod's, com 296,1 milhões de euros (+40,1% face a 2020 e -12,6% face a 2019). Por outro lado, a Hogan e a Fay, mesmo registando uma subida, continuam a ser penalizadas “pela sua maior exposição nos mercados italiano e europeu, bem como no canal wholesale”.
 
Por ocasião da publicação dos seus resultados trimestrais, o grupo de luxo italiano anunciou que irá pagar uma indemnização de 1,4 milhões de euros a título de "incentivo de  saída" a Umberto Macchi Di Cellere, seu ex-CEO, substituído no mês passado pela diretora-geral Simona Cattaneo, após quatro anos de serviço leal.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.