Tod’s dispara em bolsa devido ao fluxo das ações da Ferragamo

O preço das ações da Tod’s esteve novamente em alta ontem, após um aumento de mais de 8% no final do dia 31 de julho. O preço subiu para os níveis alcançados em novembro de 2018.


@tods

Segundo um trader, o impulso na bolsa de valores sentido nos últimos dias pelo grupo de luxo propriedade de Diego Della Valle pode ser o resultado das vendas sustentadas das ações da Ferragamo.
 
Por volta das 12h50 CET de ontem, o preço da ação da Tod's subiu 2,71% para 46,22 euros, após ter atingido o valor mais alto desde o início de novembro de 2018, a 47,88 euros. O volume de negociação foi significativo, com mais de 138 mil unidades negociadas, em oposição a uma média de 56 mil em 30 dias de sessão única. O preço das ações da Ferragamo, por seu lado, caiu 1,5% ontem, o que se somou aos -8% registados no dia anterior, na sequência da publicação dos resultados trimestrais.
 
"As recuperações destes últimos dias poderão ter sido desencadeadas por alguns investidores compensarem entre posições de curto e longo prazo na Tod's e na Ferragamo, tratando-se, portanto, de um fluxo técnico", observou um corretor.

Em dezembro passado, Diego Della Valle, presidente e CEO do grupo italiano, anunciou a sua intenção de comprar até 5% do capital através de um contrato com o branco francês Crédit Agricole como um sinal de confiança na empresa. No início de 2019, Della Valle avançou com novas aquisições, independentemente do acordo com o banco francês.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Luxo - CalçadosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER