×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de set. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Tombolini prestes a aterrar no Qatar concentra-se no crescimento da loja eletrónica e do vestuário feminino

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de set. de 2021

A marca italiana Tombolini de vestuário masculino e feminino – com sede na província de Macerata, na região dos Marche – continua a concentrar-se no desenvolvimento dos mercados estrangeiros. Depois de reforçar a sua presença na Alemanha, Escandinávia, Espanha, Bélgica e Holanda, figurando também na Farfetch – líder mundial do mercado online de luxo fundada pelo português José Neves – está agora a concentrar esforços em países não europeus, abrindo espaços na Albânia e no Cazaquistão e seguidamente no Qatar. Objetivo de volume de negócios: 15 milhões de euros em 2022.


Tombolini, womenswear, primavera-verão 2022 - DR


Uma vez centrada no vestuário formal masculino clássico, a Tombolini há muito que tornou as suas gamas mais desportivas e casual, e nas últimas três temporadas tem vindo a oferecer uma coleção feminina. Esta coleção para a estação de primavera-verão 2022 "representa para nós uma espécie de coleção zero, devido ao seu sinal estilístico contemporâneo muito marcado, mas também porque os mercados estão finalmente a recuperar após a escuridão do COVID-19 e no ambiente há uma perceção de que tudo está a recomeçar", explica Silvio Calvigioni Tombolini, diretor de Marketing da empresa familiar, ao site FashionNetwork.com.
 
"Estamos felizes por termos lançado esta coleção num momento de reinício e pensamos que o vestuário feminino ainda será capaz não só de acompanhar, mas também de conduzir as vendas de vestuário masculino, graças ao vestuário exterior muito moderno que incluímos num visual sofisticado e fortemente identificador, agora composto por cerca de 80 peças de vestuário no total", reforça o gestor. "A linha é concebida e realizada inteiramente em Itália e caracterizada por inovações criativas criadas pelo designer Giuseppe Buccinnà".

Texturas monocromáticas e construções mais estruturadas contrastam com a leveza das formas vazias. Os comprimentos são claros e encontram o seu contraponto nos volumes estudados dos modelos: o vestido comprido e o macacão que acaricia o corpo são espelhados no casaco de duas peças (casaco + bermudas / top + saia). Além disso, transparências, rendas e malhas quebram o minimalismo básico desta coleção de roupa feminina da empresa com sede em Colmurano.


O símbolo da marca, o dragão Tombolini, foi desenhado por Eugenio Tombolini, reelaborando o brasão heráldico da sua cidade natal de Urbisaglia, que retrata São Jorge contra o dragão - DR


A oferta masculina da Tombolini consiste em duas etiquetas. A primeira é Tombolini, "que entra em muitas das melhores lojas do mundo graças à linha "Zero Gravity", porque representa uma notável inovação no campo da alfaiataria clássica", diz Silvio Calvigioni Tombolini. A segunda é TMB, "contemporânea, desportiva, jovem, feita com tecidos técnicos, que se está a sair muito bem nas vendas, especialmente nas lojas que incluem o produto na sua loja online", informa ainda o diretor de Marketing, que nos respondeu a partir do Canadá, um dos primeiros e históricos mercados da Tombolini, juntamente com os EUA e a Rússia.
 
"Estamos a ter um sucesso considerável em vários países da Europa Oriental, como a Albânia", acrescenta Silvio Calvigioni Tombolini, "de tal forma que estamos a considerar abrir um espaço em Tirana, mas também no Cazaquistão. Entretanto, estamos prestes a fechar um acordo para entrar no Qatar. Tudo isto apesar dos últimos dois anos, que certamente não têm sido fáceis, nem para os nossos trabalhadores nem para os nossos clientes históricos, que têm sido ajudados muito mais do que em Itália, em países estrangeiros. O ano 2022 está marcado para ser o ano da recuperação".
 
Distribuída em cerca de 350 lojas multimarca em 15 países de todo o mundo com sete lojas monomarca, tanto diretas como franchisadas (uma em Milão, uma na região dos Marche e as outras no estrangeiro), a Tombolini gera 40% do seu volume de negócios em Itália e 60% no estrangeiro (incluindo em mercados como o Médio Oriente, América do Sul e Austrália), com um volume de negócios que a gerência estima que regressará a 15 milhões de euros até 2022. "Temos utilizado muito as plataformas de showroom virtual, o que nos tem ajudado a manter relações mais fortes com os clientes. Os novos clientes, por outro lado, preferem esperar pela recuperação do canal físico, incluindo feiras, showrooms e redes de distribuição, acrescentando, evidentemente, as novas ferramentas digitais hoje disponíveis", explica Calvigioni Tombolini, que assinala que a loja eletrónica só está em funcionamento há uma estação, "e no próximo exercício financeiro de 2022 queremos que valha pelo menos 5% do volume de negócios total".


Tombolini, womenswear, primavera-verão 2022 - DR


Muito ligada ao desporto, a Tombolini criou as linhas de vestuário formal e de running (tanto masculina como feminina). "Estamos também a celebrar acordos com outras equipas", revela o diretor de Marketing. Mas a Tombolini é há muito uma marca que também presta atenção à eco sustentabilidade das suas coleções. Além das duas coleções cápsula verdes, também para a primavera-verão 2022, feitas de materiais orgânicos e reciclados dentro das gamas Tombolini Zero Gravity e TMB, a empresa lançou um plano de reestruturação interna que assistirá a uma forte redução dos resíduos de produção e à instalação de painéis solares nas fábricas, a fim de obter certificações verdes. 
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.