×

Uma pequena designer de 12 anos cativa um estilista da Dior com seu Instagram

Publicado em
today 16 de fev de 2015
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Bogotá (Colprensa/Notimérica) – Uma garota de 12 anos revolucionou as redes sociais com sua paixão pela moda e seus diferentes estilos. A repercussão foi tanta que o estilista de celebridades e clientes de alta-costura da Christian Dior, Alessandro Sellaretti, "realmente curtiu" ao encontrar seu Instagram e quis avisá-la por e-mail.

A pequena María Angélica Padilla em seu 'reduto' onde realiza suas criações de moda. Foto: Instagram - Foto: Instagram
"Encontrei seu Instagram e realmente curti" são as palavras com as quais o estilista da Dior elogiou María Angélica Padilla, uma menina de 12 anos que desde


"Encontrei seu Instagram e realmente curti" são as palavras com as quais o estilista da Dior elogiou María Angélica Padilla, uma menina de 12 anos que desde os cinco anos se refugiou nas bonecas e na arte da costura com designers próprios.
 
Nascida em Bogotá (Colômbia), a menina se define como "uma pequena estilista da Colômbia amante do design, da moda e da arte feita à mão". Atualmente, ela vive em Schliengen, Alemanha, e durante dois dias por semana ela se refugia em uma sala pessoal para idealizar novas criações inspiradas no glamour ocidental.

Seus pais se separaram há alguns anos e seu padrasto foi quem lhe presenteou com sua primeira máquina de costura. Agora, tanto no Facebook como no Instagram e no seu próprio canal no YouTube, María Angélica mostra suas criações, penteia e veste com elegância todas as suas Barbies, seguindo os estilistas de alta-costura, como Chanel, Dior, Gucci e Louis Vuitton.

As Barbies aparecem em sessões de fotos e mini passarelas com réplicas pequenas dos desenhos que celebridades, como Amal Alamuddin ou a Miss Universo atual, Paulina Vega, usaram em importantes eventos.
 
Nos seus tutoriais, podem ser conferidas iniciativas de como criar bolsas para barbies, tingir o cabelo das bonecas ou transformá-las em personagens de ficção, já que ela gostaria de fazer vestidos de alta-costura ou figurinos de filmes no futuro.
 
Como tudo começou
 
"Pessoas da vizinho Venezuela e das Filipinas me escrevem. Comecei desenhando a roupa das minhas bonecas desde que tinha cinco anos, eram um desastre", assegurou a menina, entre risos.
 
Com apenas cinco anos, a pequena começou a costurar para suas Barbies, mas foi aos 11 quando, ao chegar à Alemanha, seu padrasto lhe presenteou com sua primeira máquina de costura. A condição era que "quando recebesse seu primeiro prêmio como estilista, o agradecesse no seu discurso", explicou María Angélica.
 
"Não sabia usá-la e menos ainda com instruções em alemão, mas encontramos um manual de instruções em espanhol na Internet e com a ajuda de algumas amigas da minha mãe, eu pude usá-la nas semanas seguintes. É que na minha casa ninguém costura", afirmou.
 

Uma das criações da pequena designer

"Decidi, depois, fazer uma coleção de vestidos de noiva,  mas antes pedi à minha mamãe que desenhasse um logo, pois queria ter uma marca. Depois, quando tudo estava pronto, ela compartilhou as  fotos no seu perfil do Facebook e as pessoas gostaram tanto que começamos a receber convites de desconhecidos. Por isso terminamos abrindo uma página do Facebook, depois no Twitter. E como algumas meninas me pediam conselhos sobre costura ou de como fazer certas coisas, abrimos um canal no YouTube onde dou conselhos utilizando qualquer material comum, como bexigas, acrílico ou pacotes de produtos. Tudo para vestir uma Barbie".
 
María Angélica não esperava atingir tanto sucesso, pois "somente fazia o que mais gostava" sem pensar que fossem lhe seguir cerca de 9.000 pessoas na Venezuela, 7.000 no Paquistão e umas 4.000 na Filipinas, somando um total que supera os 30.000 fãs no Facebook.
 
Planos para o Futuro
 
"Acredito que cada vez começo a ser mais perfeccionista com o resultado", explicou a jovem desenhista que já tem uma marca registrada desde dezembro (Mariaang) na Superintendência de Indústria e Comércio da Colômbia e muitas ideias por diante.
 
"No próximo ano quero iniciar costura numa escola perto da minha casa para aprender a fazer vestidos em tamanho real". Alguns dos desenhos que ela mais gosta são Adriana da coleção de noivas, e Vangie e Camila da HolidayCollection, todos eles com nomes de amigas da Colômbia e da Alemanha.

Copyright © 2019 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.