×
355
Fashion Jobs
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
FARFETCH
Account Manager (Italian Speaker)
Efetivo · PORTO
LION OF PORCHES
Copywriter
Efetivo · MINDELO
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
MAX MARA PORTUGAL
Sales Assistant - Max Mara - el Corte Ingles
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Guimarães Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Guimarães
ISADORA LIMARE
Communication Assistant
Estágio · LISBOA
Por
Agência LUSA
Publicado em
23 de nov. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Utilizadores do comércio eletrónico aumentam para 40,4% em 2021, sobretudo mulheres

Por
Agência LUSA
Publicado em
23 de nov. de 2021

As encomendas pela internet aumentaram 5,2 pontos percentuais em 2021, com 40,4% das pessoas dos 16 aos 74 anos a recorrer ao comércio eletrónico, com um crescimento mais expressivo no caso das mulheres, divulgou ontem (22) o INE.


Utilizadores do comércio eletrónico aumentam para 40,4% em 2021, com um crescimento mais expressivo no caso das mulheres - Unsplash -Brooke Lark


“Em 2021, 40,4% das pessoas dos 16 aos 74 anos efetuaram encomendas pela internet, mais 5,2 pontos percentuais”, concluiu o inquérito à utilização de tecnologias da informação e da comunicação pelas famílias, divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A entidade concluiu ainda que a percentagem de utilizadores é consideravelmente mais elevada (51,6%) se se tomar em consideração os 12 meses anteriores à entrevista.

“A taxa de utilização do comércio eletrónico aumentou principalmente no caso das mulheres, mais 8,8 pontos percentuais, observando-se em 2021 uma proporção significativamente superior (43,2%) à dos homens (37,4%)”, referiu também a autoridade estatística.

O padrão dos produtos ou serviços encomendados é semelhante ao de 2020, destacando-se as encomendas de roupa, calçado e acessórios de moda (69,0% em 2021 e 60,4% em 2020), refeições em takeaway ou entrega ao domicílio (46,0% em 2021 e 38,2% em 2020) e filmes, séries ou programas de desporto (34,9% em 2021 e 34,3% em 2020).

Em 2021, a percentagem de agregados familiares com ligação à internet em casa através de banda larga aumentou 2,4 pontos percentuais em relação ao ano anterior, para 84,1%.

Segundo o INE, em 2021, 82,3% da população residente dos 16 aos 74 anos utiliza a internet, o que sustenta o reforço do crescimento verificado no ano anterior (mais 3,0 pontos percentuais em 2020 e mais 4,0 em 2021).

No ano em análise, a internet foi utilizada sobretudo para comunicar e aceder a informação: 91,4% trocaram mensagens instantâneas (via WhatsApp, Messenger ou outros), 87,6% enviaram ou receberam e mails, 86,7% pesquisaram informação sobre produtos ou serviços e 81,3% leram notícias.

Destaca-se ainda a proporção das pessoas que utilizam a internet para frequentar cursos online (24,5%, mais 6,5 pontos percentuais do que em 2020).

Já a proporção de pessoas em teletrabalho diminuiu cerca de 11 pontos percentuais em relação a 2020, de 31,1% para 20,1%.

Diminuiu também a referência à pandemia de covid-19 como justificação para trabalhar a partir de casa, de 29,6% em 2020 para 17,5% em 2021 (menos 12,1 pontos percentuais).

MPE // JNM (Lusa)

Copyright © 2022 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.