×
Publicado em
30 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Valentim Quaresma: a moda que vai para os museus

Publicado em
30 de jul. de 2021

Valentim Quaresma é um nome maior da moda portuguesa, cujo trabalho ganha formas escultóricas, podendo ser mesmo elevado a arte. Não se tratando propriamente de Alta Costura, as suas peças inéditas distinguem jogos de texturas e materiais plásticos. Como joias vivas.


Peça em filigrana a evocar a tradição da joalharia portuguesa à imagem de uma máscara (ou elmo) mais cortesã do que bélica - Foto: Cortesia da ModaLisboa


O percurso de Valentim Quaresma explica em parte esta sua obra multidisciplinar que desfila em passerelles ou em lookbooks e também se encontra exposta como arte. Atualmente está patente numa galeria de arte e espaço museológico de Lisboa, dividindo-se em duas exposições temáticas: a coletiva Apocryphu na Galeria Espaço Exibicionista, até 14 de agosto; e a Reinvenção do Mito no Museu de Lisboa - Teatro Romano, até 5 de setembro.

Como um dos 18 artistas participantes na mostra da Galeria Espaço Exibicionista, Quaresma obedece ao tema que dá o título à coletiva, apresentando Heaven, uma obra que “reflete o carácter efémero da vida, numa fusão com a humanidade controlada pelo tempo na sua crescente mutação”.


Cervo humanizado, evocando o direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado - Foto: Cortesia da ModaLisboa


Já no Museu de Lisboa encontram-se as peças que subiram ao palco do Teatro Romano em 2019 e 2020, respetivamente, com as tragédias gregas Rei Édipo de Sófocles e Medeia de Eurípides (século V a.C.): “verdadeiras obras de arte que nos levam a sonhar com histórias e mitos, com pessoas que viveram tragédias tão marcantes que sobrevivem no nosso imaginário”.

Na moda como na arte as peças de Quaresma estão carregadas de múltiplos significados, apresentando mesmo amuletos simbólicos e ornamentos que viajam pelo tempo, evocando ora o requinte e poder de uma nobreza bélica ora a magia da mãe-natureza e o misticismo do mundo de sacerdotisas e druidas. Como dita a imaginação.


Valquírias mais portuguesas do que nórdicas sugerem o teatro de revista que chega a Portugal no século XIX - Foto: Cortesia da ModaLisboa


Não por acaso Valentim Quaresma se formou na Escola Artística António Arroio e no departamento de Joalharia da Ar.Co, em Lisboa, passando a criar joalharia e acessórios para coleções de Ana Salazar, entre 1990 e 2010. Todas estas experiências se refletem na sua arte e na sua moda através da marca que lançou, em 2008, ano em que ganhou o prémio Accessories collection of the Year, na competição Internacional ITS#7, em Trieste (Itália).

Atualmente, Valentim Quaresma integra o calendário oficial da ModaLisboa - Lisboa Fashion Week e, tem vindo a apresentar as suas coleções internacionalmente, em eventos como a 080 Barcelona Fashion e Bread and Butter (feira internacional de street e urbanwear), em Barcelona; Bijorhca em Paris; Cesis Fashion Art Festival  e [MOMENT] em Riga, na Letónia; Fashionclash em Maastricht e MoBa13 Fetishism in Fashion em Arnhem, na Holanda; Manupulating Surface - Portuguese Craftmanship em Londres, entre outros.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.