Valentino: alta costura desportiva e sapatilhas com plumas de avestruz

O desfile da Valentino, realizado na quarta-feira à noite em Paris, esteve tão repleto de estrelas da NBA, que viajaram até à capital francesa para assistir à apresentação, que quase seria possível formar uma nova equipa com os convidados da primeira fila.


Valentino primavera-verão 2019 Moda Masculina - Photo: PixelFormula

O evento contou com a presença de jogadores de referência, como Carmelo Anthony e PJ Tucker, todos vestidos com esmero com as camisolas de camuflagem da Valentino, casacos de beisebol de seda com palmeiras tropicais e coletes com o logótipo VLTN. Para a primavera de 2019, o diretor criativo da casa, Pierpaolo Piccioli, levou a coleção para regiões ainda mais selvagens, acompanhando muitos do seus looks com sapatilhas com adornos de avestruz.

“Acho que sou o único designer que tem permissão para fazer sapatilhas com plumas. Isso eleva a passarela. Estes rapazes adoram a alta costura, não pelo seu artesanato, mas porque é uma maneira de se expressarem. As suas excentricidades e extravagâncias”, disse Piccioli depois de posar para fotografias com os atletas nos backstage no Museu de Artes Decorativas do Louvre. Todos eram bastante mais altos do que o couturier romano.

Piccioli é famoso pelos seus quadros inspiração cheios de ideias e frequentemente clássicos. E, ainda que esta coleção tivesse uma elevada quantidade de peças streetwear, o seu quadro de inspiração fazia referência às famosas asas de anjo do pintor renascentista Fra Angelico, aos animais de Albrecht Dürer e a muitas capas de discos piratas.

Não havia um único fato à vista. Em vez disso, calças desportivas, casacos bomber e trench coats com asas, arte clássica e desenhos hippie florais. Tudo em tons de fúcsia, rosa e verde menta. Para momentos mais selvagens, havia até um fato de treino bordado com uma velha coruja de aspeto sábio.

Todos os looks eram acabados com logótipos entrelaçados, o nome da marca ou enormes Vs. Uma gabardina de camuflado verde parecia ter estado num dilúvio de logótipos da Valentino de cor verde lima néon. “Misturei logótipos dos anos 70, originalmente feitos pelo próprio signor Valentino”, confessou Piccioli.

Outro elemento fundamental da alta costura foram os chapéus com plumas, peças habitualmente para senhoras que assistem a bailes surrealistas, mas desta vez usadas por modelos masculinos de cabelos compridos.

“Não quero que a Valentino seja uma marca exclusiva, mas sim uma marca inclusiva. Destinada à vida e não ao estilo de vida. Quero os valores da alta costura, mas com a personalidade da rua, porque é aí que está a vida. Quero enfrentar a nova geração, pois sinto que eles têm o poder das novas ideias”, insistiu Piccioli.

E levanta-se a questão: por que se tornou Piccioli uma estrela entre as estrelas da NBA? “Simplesmente adoro a forma de criar de Pierpaolo. A liberdade da sua mente. Acho que a Valentino combina perfeitamente com a minha estética, e muitos dos meus amigos sentem o mesmo”, explicou Carmelo Anthony à FashionNetwork.com.
 
Ao que o designer acrescentou: “Acho que eles gostam da Valentino porque eu realmente tento entendê-los. E aprendo com eles todos os dias.”

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - DiversosCriação
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER