×
Publicidade
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de mai de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Valentino lança primeira linha de maquilhagem inclusiva

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de mai de 2021

A inclusão está em foco da primeira coleção de maquilhagem da Valentino Beauty, pensada para todos os tons de pele. Esta nova linha que apresentada no dia 31 de maio na Selfridges, em Londres.


A Valentino lança uma nova linha de maquilhagem inclusiva com pelo menos 40 tons de base e 50 tons de batom - DR


As criações esculturais e espectaculares da maison italiana de luxo Valentino são conhecidas de todos e puderam ser vistas recentemente nas semanas internacionais de moda e no tapete vermelho a caminho da entrega dos mais prestigiosos prémios. Agora será possível recriar a maquilhagem que acompanha os esplêndidos looks graças ao lançamento da primeira coleção de cosméticos da marca Valentino Beauty.

Criada por Pierpaolo Piccioli, diretor artístico da Valentino, a coleção foi concebida como "um elo entre o mundo da moda e o da beleza", encarnando os códigos da marca italiana. Mas o cerne também está na inclusão e na autoexpressão, uma vez que a linha contará com pelo menos 40 tons de base e 50 tons de batom já a partir do seu lançamento no final de maio. Uma gama muito ampla, que será complementada por produtos para os olhos. Já os batons e paletas da coleção serão recarregáveis.

“A Valentino Beauty faz parte de um caminho de Human Beauty  que coloca o ser humano no centro do processo criativo. Uma maquilhagem de alta qualidade voltada para todos os géneros, idades e culturas”, destacou a maison num comunicado de imprensa.

Um compromisso que será igualmente visto na primeira campanha da coleção que, ao contrário do que é habitual, não terá apenas um depoimento, mas 16 “talentos ecléticos”, representando cada uma das cores Valentino.

“Complexa, a beleza é o resultado do amor. A beleza é democrática. Inspiro-me na identidade de cada um, na singularidade que engloba a diversidade e a inclusão. A beleza é uma questão de graça e a graça não se define: sente-se”, comentou Pierpaolo Piccioli.
 

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.