Vendas da Hermès cresceram em ritmo mais lento no quarto trimestre de 2017

A marca francesa de artigos de luxo Hermès, mais conhecida pelas suas cobiçadas carteiras artesanais e lenços de seda, anunciou na quinta-feira (9) que as suas vendas cresceram 5% em moeda constante durante o quarto trimestre, uma ligeira desaceleração em relação aos três meses anteriores.


Ver o desfile
Hermès - outono-inverno 2018 - Moda feminina - Paris - © PixelFormula

Este resultado ficou um pouco abaixo das expectativas do mercado, já que os analistas esperavam crescimento de 6%, após o aumento de 11% no trimestre anterior.

O diretor executivo, Axel Dumas, disse que as comparações com o ano passado foram mais duras para a divisão de seda, enquanto os níveis de stock das suas carteiras baixaram após a alta procura ao longo de 2017. "No entanto, de modo geral, o crescimento manteve-se muito positivo", acrescentou o diretor executivo aos jornalistas.

As receitas diminuíram 0,4% em relação ao ano anterior, para 1,5 mi milhões de euros entre outubro e dezembro. Por outro lado, as vendas atingiram 5,5 mil milhões de euros em 2017 como um todo, um aumento de 9% em moeda constante.

A Hermès, que comunicará os seus resultados completos referentes ao ano passado no dia 21 de março, anunciou que espera que o lucro operacional alcance um nível recorde próximo ao registado no primeiro semestre de 2017.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER