Vendas da Lancel registam aumento de 11,7% no trimestre

A célebre marca francesa de bolsas, Lancel, que foi comprada pelo grupo Piquadro no ano passado, viu seu faturamento trimestral aumentar 11,7%, graças às medidas tomadas pelo grupo italiano para revitalizar a grife, informou a empresa em um comunicado na segunda-feira (5).


Lancel

No primeiro trimestre do ano fiscal de 2019/2020 da Piquadro, encerrado no final de junho, as vendas da Lancel totalizaram 12,1 milhões de euros, contribuindo com 33% das vendas do grupo. A Lancel tem 58 lojas na França, duas na Itália, e uma na Rússia, Espanha e China.

O grupo italiano viu o seu volume total de negócios aumentar 37,3%, para 33,4 milhões de euros neste trimestre, impulsionado pelas vendas da sua principal marca, Piquadro, mas sobretudo pela Lancel e The Bridge, marca toscana adquirida em 2016. "O primeiro trimestre encerrou com resultados positivos para as três marcas do grupo", comentou no comunicado Marco Palmieri, CEO e fundador da empresa.

"Apesar do contexto francês difícil" as vendas da Lancel experimentaram "um crescimento de dois dígitos, o que nos permite fazer uma primeira avaliação positiva da estratégia de posicionamento, organização e produto da empresa, a fim de valorizar o potencial extraordinário da marca através de uma nova oferta, uma comunicação mais eficaz e uma estrutura leve e motivada", acrescentou o CEO.

A marca francesa icônica de artigos de couro foi adquirida em junho de 2016 pela Piquadro, conhecida por suas bolsas e malas, que pretende relançá-la com base em sua capacidade industrial e inovação. A Lancel pertencia desde 1997 ao grupo suíço Richemont e foi considerada durante vários anos pelos analistas como um filho problemático. A Richemont tentou sem sucesso relançar a marca, através de reestruturações.

Fundada em 1876 em Paris por Angèle Lancel, a marca está firmemente ancorada na França e é muito popular na Rússia, China e Oriente Médio. Ela é conhecida especialmente por um de seus modelos criados em homenagem à célebre atriz francesa Brigitte Bardot.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

Moda - AcessóriosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER