×
350
Fashion Jobs
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
23 de jan de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Vendas da VF Corp não atingem estimativas de crescimento

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
23 de jan de 2020

A VF Corporation, empresa proprietária da Vans, anunciou na quinta-feira (23) que registou um aumento de 5% na receita do terceiro trimestre de 2019 (6% em moeda constante), não atendendo às estimativas dos analistas, apesar do forte crescimento na China e no canal digital. 
 

A marca Vans registrou um aumento de 8% na receita no terceiro trimestre - Instagram: @vans


Para o terceiro trimestre, encerrado a 28 de dezembro de 2019, a empresa com sede em Denver, Colorado, que também detém as marcas Timberland e The North Face, entre outras, registou receita de 3,38 mil milhões de dólares, contra os 3,23 mil milhões no mesmo período do ano anterior. Os analistas da FactSet citados pelo MarketWatch esperavam receita de 3,43 mil milhões de dólares.
 
Na terça-feira (21), a VF - que se separou da sua divisão de jeans, transformando-a numa nova empresa chamada Kontoor Brands em maio do ano passado - revelou estar a explorar alternativas estratégicas para o seu negócio de trabalho ocupacional. Excluindo o desempenho deste, a receita trimestral da empresa aumentou 6%.
 
A receita do segmento active da VF aumentou 8%, liderada por um aumento de 12% na marca Vans, enquanto o segmento outdoor da empresa registou um aumento de 3%, incluindo um aumento de 8% na The North Face.

A receita internacional do grupo aumentou 8% no trimestre, com a China, em particular, a registar um forte crescimento de 30%, enquanto a Europa registou um aumento de 4%. As vendas trimestrais direct-to-consumer aumentaram 7%, impulsionadas por um aumento de 16% no canal digital da VF.
 
O lucro líquido do trimestre totalizou 465,0 milhões de dólares, um pouco acima dos 463,5 milhões de dólares registados no mesmo período do ano anterior, enquanto o lucro diluído por ação aumentou 11%, de 1,02 para 1,13 dólares.
 
No acumulado do ano, a VF registou receita de 9,0 mil milhões de dólares, um aumento de 5% em relação aos 8,6 mil milhões de dólares observados anteriormente. O lucro líquido do período foi de 1,2 mil milhões de dólares, um crescimento de 3% contra 1,1 mil milhões de dólares registados no ano anterior, enquanto o lucro por ação diluído também aumentou 3%, de 2,82 para 2,90 dólares.
 
"O nosso desempenho no terceiro trimestre foi forte eos nossos resultados acumulados no ano estão alinhados com os nossos objetivos de crescimento a longo prazo", afirmou em comunicado o presidente e CEO da VF, Steve Rendle. "Apesar de uma temporada de festas mista nos Estados Unidos, estamos no caminho certo para entregar um desempenho sólido, e bem posicionados para o crescimento contínuo e criação de valor no ano fiscal de 2020."
 
No entanto, com os resultados, a VF também anunciou que reviu as suas diretrizes para o ano inteiro. A empresa espera agora uma receita anual de cerca de 11,75 mil milhões de dólares, um aumento de 5% em relação ao ano anterior, contra uma previsão anterior de cerca de 11,8 mil milhões de dólares.
 
Após o anúncio, as ações da VF Corp caíram 1,7% na quinta-feira.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.