×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de nov. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Versace vai desfilar em Los Angeles em março

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de nov. de 2022

Os Estados Unidos estão a atrair mais maisons de luxo do que nunca. Enquanto a Chanel acaba de voar para Miami, onde apresentou a sua coleção Cruise 2022/23, na sexta-feira (4 de novembro), a Versace anunciou que realizará um desfile no dia 10 de março em Los Angeles para revelar a sua coleção para a estação de outono-inverno 2023/24 tanto para mulheres como para homens.


O último show da Versace para o outono 2023 em Milão - © PixelFormula


O evento será realizado dois dias antes da cerimónia dos Óscares. Três meses após o show de Hedi Slimane para a Celine, que também escolheu a Cidade dos Anjos para apresentar a sua coleção para o próximo inverno. "Para mim, Hollywood é ao mesmo tempo um lugar e um estado de espírito. Trata-se de contar histórias e magia, poder e vulnerabilidade, criatividade e expressão emocional. É um lugar perfeito para a Versace. Mal posso esperar para voltar", diz a diretora artística da maison de moda italiana, Donatella Versace, numa breve declaração.

Para além da Celine e Versace, Los Angeles também seduziu recentemente Kim Jones, que pisou a passerelle em maio com a sua coleção masculina Dior para a primavera de 2023; e a Gucci, que tomou conta do Hollywood Boulevard em novembro de 2021, organizando uma "Love Parade" dedicada à sua coleção para a primavera-verão 2022. Como lembrete, Tom Ford também escolheu Los Angeles para fazer coincidir a sua apresentação com os Óscares em fevereiro de 2020, e Hedi Slimane já tinha organizado o seu último desfile para a Saint Laurent em abril de 2019.

Uma onda de desfiles em solo americano, para além dos dois desfiles organizados na New York Fashion Week em setembro passado por duas outras marcas italianas, nomeadamente a Fendi e Marni.

Para a Versace, este destino parece bastante natural. Com as suas silhuetas sensuais e cheias de glamour, a marca é uma presença habitual nos tapetes vermelhos e sempre contou com celebridades de Hollywood entre os seus clientes importantes. Acima de tudo, desde 2018 é propriedade do gigante americano Capri Holdings, o antigo grupo Michael Kors, que também controla a fabricante de calçado topo de gama Jimmy Choo desde 2017.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.