×
372
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
14 de mai. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

VIA Outlets reabre totalidade do seu portefólio europeu

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
14 de mai. de 2021

Após as restrições relacionadas com a Covid-19 terem sido levantadas nos vários mercados, a VIA Outlets já tem em funcionamento os 11 centros do seu portefólio. A atividade foi retomada com um movimento encorajador, com a introdução de novos serviços híbridos e uma série de novas marcas a juntarem-se ao portefólio.


A VIA Outlets já tem em funcionamento os 11 centros do seu portefólio europeu


O último centro europeu da empresa ainda fechado, o Zweibrücken Fashion Outlet, na Alemanha, reabriu finalmente na sexta-feira, o que representa um grande passo para o negócio. À exceção do Hede Fashion Outlet, em Gotemburgo, todos os centros VIA Outlets estiveram parcial ou totalmente fechados durante a maior parte do período entre dezembro e maio.
 
Segundo o CEO Otto Ambagtsheer, “os gastos por visitante superaram os números de 2019 em todos os centros, um crescimento de dois dígitos, alguns até 40% - um verdadeiro exemplo das chamadas ‘compras para compensar’”. “Com os programas de vacinação a ganharem velocidade em toda a Europa, esperamos estar próximos do fim desta crise e estamos altamente confiantes no futuro - e até estamos a ver sinais positivos de retoma do turismo em locais como o Mallorca Fashion Outlet.”

A empresa trabalhou arduamente durante o período de encerramento para adicionar "serviços híbridos" para apoiar as compras virtuais e ajudar as marcas a continuarem a vender o mais possível.
 
Para isso, criou marcações de compras particulares via WhatsApp, Skype ou Teams, para permitir que os compradores falassem diretamente com um assistente de vendas para verem os produtos na loja ou através de um catálogo digital. As compras estavam disponíveis para levantamento na loja ou podiam ser entregues diretamente ao cliente.

A empresa vê esta iniciativa como “um grande sucesso e muito apreciada pelos visitantes e pelas marcas parceiras”. Como resultado, “permanecerá como um serviço permanente oferecido por várias marcas parceiras do portefólio”.
 
A VIA Outlets também testou e lançou uma plataforma dedicada 'Plan and Shop’ no Batavia Stad Fashion Outlet, em Amesterdão, para que os visitantes pudessem planear as suas visitas com antecedência. Lançado em resposta aos regulamentos holandeses relacionados com a Covid-19, o sistema registou mais de 250 mil reservas em menos de dois meses, permitindo ao centro atingir 25% da faturação normal.

A empresa também adicionou uma série de novas marcas, tendo registado um aumento na demanda por parte de marcas parceiras existentes e potenciais, que procuram novos canais para vender stock excedente após os confinamentos.
 
As novas marcas no portefólio da VIA Outlets incluem a marca premium de esqui Toni Sailer e o ícone alemão Windsor, que abriram novas lojas no Landquart Fashion Outlet, na Suíça; a Lyle & Scott, que abriu a sua primeira loja outlet europeia no Batavia Stad; a Karl Lagerfeld, que abriu em Maiorca; a Hugo Boss, inaugurada em Zweibrücken; e a Roberto Cavalli, que abriu duas lojas em Batavia Stad e Zweibrücken.
 
Outra estreia é a Fila, que escolheu o Freeport Lisboa para abrir o seu primeiro outlet monomarca na Europa. E, no mesmo local, a Vans abriu a sua maior loja outlet da Península Ibérica (412 metros quadrados).

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.